Assine nosso site

Receba nossas publicações em seu email.

Junte-se a 8.544 outros assinantes

Curso de Apocalipse – Aula 03 – Parte 01 – O arrebatamento da Igreja

QUER RECEBER ARTIGOS INFORMATIVOS, ESTUDOS BÍBLICOS, REFLEXÕES, SERMÕES E CURSOS GRATUITOS TODA SEMANA EM SEU WHATSAP?

Entre no grupo do Professor Josias Moura agora e receba todos estes recursos gratuitamente.

Aula 03 – Parte 01 – O arrebatamento da Igreja

1. O arrebatamento da Igreja

O que é?

Na teologia dispensacionalista, o “arrebatamento da igreja” é um evento que envolve a ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação dos crentes vivos em corpos imortais e glorificados, que serão levados para encontrar Jesus Cristo nos ares. Acredita-se que esse evento será repentino e iminente, e que ocorrerá antes da tribulação – um período de sete anos de juízo divino sobre o mundo.

De acordo com a visão dispensacionalista, o arrebatamento será um evento secreto, em que os crentes serão arrebatados da terra sem que o mundo incrédulo perceba. Isso abrirá caminho para a tribulação, que será marcada por guerras, desastres naturais e perseguição contra os cristãos. Após a tribulação, Jesus Cristo voltará à terra com seus santos para estabelecer um reino milenar de paz e justiça.

A teologia dispensacionalista é baseada em uma interpretação literal da Bíblia, especialmente do livro do Apocalipse e das profecias do Antigo Testamento.

Sinais que a vinda de Cristo está próxima

I. SINAIS NA VIDA DA IGREJA

Jesus virá buscar todos os que amam a sua vinda (2Tm 4.8), porém é preciso cuidado para não confundir o arrebatamento da Igreja com a sua vinda em glória (segunda fase), quando Ele virá com os santos e com os anjos trazendo juízo contra todos os ímpios (Jd vv.14-16; 2Ts 1.7; Ap 19.14).

1. Os falsos cristos e falsos profetas. O crente deve estar vigilante, pois um dos sinais da vinda de Jesus são os falsos cristos e os falsos profetas. Para não sermos enganados, precisamos conhecer a Palavra de Deus. Não negligencie o estudo bíblico, leia e medite na Palavra de Deus, pois ela é um escudo protetor contra os falsos ensinos e contra tudo que não procede de Deus. Os falsos cristos e falsos profetas costumam ter grande eloquência, carisma e boa argumentação, por isso, Jesus alertou a respeito da vigilância e do discernimento: “E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane, porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos” (Mt 24.4,5).

2. Apostasia. Você sabe o que significa apostasia? Apostasia significa “desvio”, “afastamento”. Quer dizer “abandono premeditado e consciente da fé cristã”. O aumento da apostasia é um sinal que evidencia a segunda vinda de Jesus (2Ts 2.3). O apóstolo Paulo alertou a Igreja quanto ao perigo da apostasia: “Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios” (1Tm 4.1). No Antigo Testamento vemos que por muitas vezes os israelitas apostataram-se abandonando ao Senhor e a sua Lei, mas eles receberam a recompensa por se desviarem do Senhor. Jesus voltará e julgará os apóstatas, dando-lhes a recompensa que merecem. Para Deus a apostasia é sempre vista como um “adultério espiritual”.

3. “Doutrinas de demônios” (1Tm 4.1). Os falsos mestres e os seus ensinos eram e ainda continuam sendo uma ameaça para Igreja e para a fé cristã. Atualmente muitos estão se deixando seduzir por doutrinas de demônios. Estes deturpam as Escrituras Sagradas e acabam por aceitar o erro, como por exemplo, a “Confissão Positiva”, a “Teologia da Prosperidade”, o “Culto aos Anjos” e muitas crendices e misticismos que corrompem a sã doutrina. Sabemos que Satanás é enganador. Ele procura, de todas as formas, iludir os crentes a fim de que abandonem a fé verdadeira, por isso, precisamos estar vigilantes.

Muitos que se dizem crentes já estão aceitando e até legislando em favor do aborto, da homossexualidade, da disfunção familiar, etc. Deus abomina o pecado e sem santificação ninguém poderá ver o Senhor (Hb 12.14). Atualmente temos visto o “evangelho do entretenimento”, que agrada a muitos, levando-os a uma vida sem compromisso com Jesus e sem santificação (1Pe 1.15). Por não conhecerem a Palavra de Deus e não viverem segundo ela, muitos acabam sendo levados pela apostasia moral.

4. Perseguição aos crentes. Ao falar a respeito dos tempos do fim, Jesus previu grandes perseguições aos seus discípulos (Mt 24.9). Os cristãos do primeiro século foram perseguidos e muitos perderam a sua vida por amor a Cristo. Atualmente, em muitas nações, há uma perseguição mais velada, mas os cristãos continuam sendo alvo de perseguições. Quantos nas universidades não são perseguidos e se tornam alvo de chacota por declararem sua fé em Cristo? Nenhuma outra religião tem tantos fiéis mortos quanto o cristianismo. Mas há uma promessa para os que forem fiéis na tribulação (Mt 5.11,12). Em algumas nações a perseguição não é velada, mas torna-se bem explícita, como por exemplo, na Síria, na Coreia do Norte, na China e em países do norte da África. Segundo a missão Portas Abertas, que trabalha com a Igreja Perseguida, recentemente na Síria “dezenas de cristãos foram sequestrados por combatentes do Estado Islâmico”.

II. SINAIS NOS CÉUS DA VINDA DE CRISTO

1. Sinais do céu. Jesus alertou que antes de sua vinda haveria vários sinais, como por exemplo, “grandes terremotos e fomes, pestilências, coisas espantosas e grandes sinais do céu” (Lc 21.11). Notemos que o texto diz “sinais do céu” e não sinais “no céu”. Não devemos especular e muito menos ensinar sobre assuntos que não estão revelados na Palavra de Deus. Não sabemos que sinais serão estes nos céus, pois as Escrituras não revelam, porém sabemos que eles trarão espanto a todos que o virem, mostrando que serão algo jamais visto pelo homem.

2. Jesus fala de sinais e não de datas. Jesus fala de sinais que antecedem a sua volta, mas em momento algum Ele fala a respeito de datas. O Mestre também deixou claro que estes sinais são parte do plano de Deus, todavia quando eles acontecerem, o fim não será logo.

III. GUERRAS, CONFLITOS E TERREMOTOS

1. Guerras e conflitos. Jesus falou a respeito de guerras e conflitos entre as nações como um dos sinais de sua volta. O Mestre alertou que se levantará nação contra nação, e reino contra reino (Mt 24.7). Não é o que temos visto ao longo do tempo? O mundo já sofreu com duas grandes guerras (a Primeira e a Segunda Guerra Mundial). Milhares de pessoas inocentes foram mortas. As guerras e os conflitos continuam sendo constantes em nosso planeta. Atualmente temos visto também a ameaça do terrorismo, que é também um tipo de guerra. Os vários atentados terroristas ao redor do mundo têm causado a morte de vários inocentes. Há pouco tempo vimos a Europa, em especial a França, sendo palco de ataques de extremistas islâmicos. Estes espalham o medo e a violência ao redor do mundo. Recentemente, alguns que pertencem a ala dos extremistas efetuaram atentados terroristas, na França, na Tunísia e no Kuwait, matando dezenas de pessoas. O grupo extremista que atua no norte da Nigéria, o Boko Haran, tem como um dos seus alvos a destruição da fé cristã.

2. Terremotos. Segundo alguns geólogos, o número de terremotos tem aumentado assustadoramente nos anos. Veja na tabela abaixo como tem aumentado:

0856 até 1800: 31

1800 até 1900: 61

1900 até 1910: 33

1910 até 1920: 27

1920 até 1930: 28

1930 até 1940: 38

1940 até 1950: 44

1950 até 1960: 47

1960 até 1970: 60

1970 até 1980: 44

1980 até 1990: 48

1990 até 2000: 58

2000 até 2010: 420

Como será o arrebatamento?

O arrebatamento da igreja é um evento descrito na Bíblia que envolve a ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação dos crentes vivos em corpos imortais e glorificados, que serão levados para encontrar Jesus Cristo nos ares.

Embora a descrição completa do evento seja limitada, há vários textos bíblicos que fornecem insights sobre como será o arrebatamento da igreja. A seguir, alguns exemplos:

Mateus 24:40-42 – “Então, dois estarão no campo, um será tomado, e deixado o outro; duas estarão trabalhando num moinho, uma será tomada, e deixada a outra. Portanto, vigiai, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor.”

Este texto indica que o arrebatamento será um evento repentino e inesperado, em que os crentes serão levados enquanto realizam suas atividades cotidianas. Por isso, Jesus exorta seus discípulos a estarem sempre vigilantes e preparados para sua volta.

1 Tessalonicenses 4:16-17 – “Pois o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo e ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois, nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.”

Estes textos indicas que o arrebatamento ocorrerá quando Jesus Cristo descer do céu com um grande brado, à voz do arcanjo e ao som da trombeta de Deus. Nesse momento, os crentes mortos em Cristo ressuscitarão primeiro e, em seguida, os crentes vivos serão transformados e levados para encontrar o Senhor nos ares. Essa será a A segunda etapa da Ressurreição. No momento em que Jesus vier para arrebatar a sua igreja, ocorrera a segunda etapa da ressurreição dos mortos. Aqui, apenas os salvos em Cristo Ressuscitam.

Alguns textos bíblicos que comprovam a segunda ressurreição dos justos no arrebatamento:

  • 1 Tessalonicenses 4:16-17: “Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.”
  • 1 Coríntios 15:51-52: “Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.”
  • João 5:28-29: “Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.”

Observação importante:  Vamos aqui revisar e explicar sobre as 03 etapas da ressurreição:

A primeira etapa, que já se cumpriu no momento em que Jesus ressuscitou. Houve a ressurreição de outras pessoas quando Jesus ressuscitou. A Bíblia diz que “os sepulcros se abriram, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; e, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele [Jesus], entraram na cidade santa, e apareceram a muitos” (Mateus 27:52-53).

Acredita-se que essas pessoas que ressuscitaram com Cristo eram santos do Antigo Testamento que haviam morrido na fé e esperança da salvação. Eles foram testemunhas da ressurreição de Cristo e do seu poder sobre a morte. Eles também ascenderam ao céu com Cristo depois de quarenta dias

A segunda etapa, conforme explicamos ocorre no momento do arrebamento da Igreja. Apenas os justos, salvos em Cristo ressuscitam.

A terceira e última etapa da ressurreição está descrita em textos como:

  • Apocalipse 20:11-15: “E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles. E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante do trono, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte. E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.”
  • João 5:28-29: “…e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.”

Esses são apenas alguns exemplos de textos bíblicos que fornecem informações sobre como será o arrebatamento da igreja.

👉Gostou do nosso site? Ajude-nos a mantê-lo e melhorá-lo ainda mais!

👉Abençoe-nos com uma oferta via PIX: CPF 02385701421

👉Seja um parceiro desta obra e ajude a espalhar o conhecimento e a palavra de Deus. 

“Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.” Lucas 6:38

SOBRE O AUTOR:
Josias Moura de Menezes

É formado em Teologia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. É especialista em Marketing Digital, Produção Audiovisual para Web, Tecnologias de Aprendizagem a Distância, Inteligência Artificial, Jornalismo Digital e possui Mestrado em Teologia. Atua ministrando cursos de capacitação profissional e treinamentos online em diversas áreas. Para mais informações sobre o autor <clique aqui>.

Compartilhe esta mensagem

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
Email

FAÇA NOSSOS CURSOS DE CAPACITAÇÃO A DISTÂNCIA GRATUITOS

Livre

Capacitação em Gestão do Tempo, Planejamento Pessoal e Produtividade – Gratuito

ADQUIRA NOSSAS BIBLIOTECAS DIGITAIS

Show Comments (0)

Deixe uma resposta