Assine nosso site

Receba nossas publicações em seu email.

Junte-se a 8.544 outros assinantes

Aula 11 – A EVANGELIZAÇÃO DOS FILHOS

QUER RECEBER ARTIGOS INFORMATIVOS, ESTUDOS BÍBLICOS, REFLEXÕES, SERMÕES E CURSOS GRATUITOS TODA SEMANA EM SEU WHATSAP?

Entre no grupo do Professor Josias Moura agora e receba todos estes recursos gratuitamente.

Texto bíblico base: Deuteronômio 6:1-7

INTRODUÇÃO

Num mundo cada vez mais secularizado e distante dos valores cristãos, o desafio de evangelizar e discipular os próprios filhos se torna ainda maior para os pais. Muitos delegam essa responsabilidade apenas para a igreja ou para a escola dominical, esquecendo que o lar é a primeira e principal escola da vida. Deus confiou aos pais a missão de serem os primeiros mestres na fé para seus filhos, ensinando-os diariamente no caminho do Senhor.

Transição: Vamos aprender neste estudo 3 princípios fundamentais sobre a evangelização dos filhos.

1. OS FILHOS SÃO HERANÇA DO SENHOR

“Os filhos são herança do Senhor, uma recompensa que ele dá.” (Salmos 127:3)

Os filhos são um presente inestimável concedido por Deus aos pais, uma bênção preciosa que traz alegria e propósito à vida familiar. Como afirma o salmista, “os filhos são herança do Senhor, uma recompensa que ele dá” (Salmos 127:3). Essa perspectiva bíblica eleva a paternidade e a maternidade a um patamar sagrado, reconhecendo que cada criança é um tesouro confiado por Deus aos cuidados de seus progenitores.

Nesse sentido, os pais têm a nobre missão de serem mordomos fiéis dessa herança divina. Tal responsabilidade implica em prover um lar amoroso e seguro, onde os filhos possam crescer e desenvolver todo o seu potencial. Além disso, os pais são chamados a orientar seus filhos nos caminhos do Senhor, transmitindo-lhes princípios e valores que os guiarão por toda a vida. Como destaca o educador cristão James Dobson, “não há nenhuma tarefa mais importante na vida do que moldar o caráter de uma criança”.

Criar os filhos segundo os preceitos de Cristo é, sem dúvida, o maior privilégio e desafio que um pai ou uma mãe pode ter. Requer dedicação, sabedoria e dependência constante de Deus. No entanto, os frutos desse investimento são eternos e incomparáveis. Ver os filhos crescerem temendo ao Senhor, servindo-o e impactando positivamente o mundo ao seu redor é a maior recompensa que os pais podem almejar.

Portanto, que cada família cristã abrace com gratidão e responsabilidade o chamado de cuidar e instruir os filhos que Deus lhes confiou. Que os lares sejam verdadeiros santuários, onde a Palavra de Deus é honrada e vivida, e onde as crianças possam florescer e se tornar tudo aquilo que o Senhor planejou para elas. Afinal, não há maior legado que os pais podem deixar do que uma geração que ama e serve a Deus de todo o coração.

Dicas para Ajudar o Aluno a se Aprofundar

  1. Discussões em Grupo: Organize grupos de discussão onde os alunos possam compartilhar suas reflexões sobre o que significa ser uma “herança do Senhor”. Incentive-os a pensar em como essa visão afeta suas vidas e relações familiares.
  2. Projetos Criativos: Peça aos alunos para criarem colagens, desenhos ou textos que representem a ideia de que são uma herança divina. Isso pode ajudar a internalizar o conceito de forma visual e tangível.
  3. Estudos Bíblicos: Promova leituras e estudos de outras passagens bíblicas que reforçam a ideia de valorização dos filhos e da família, como Efésios 6:1-4 e Colossenses 3:20-21.
  4. Diários Pessoais: Incentive os alunos a manterem um diário espiritual onde possam refletir sobre como veem a si mesmos como herança do Senhor e quais passos podem dar para viver de acordo com essa identidade.

Visão Psicológica do Assunto

A ideia de que os filhos são herança do Senhor pode ter um impacto profundo no desenvolvimento emocional e psicológico das crianças. Quando uma criança é ensinada que é um presente valioso e amado por Deus, isso pode fortalecer sua autoestima e segurança. Saber que são considerados uma “recompensa” pode ajudá-los a se sentir valorizados e dignos, contribuindo para um desenvolvimento mais saudável e equilibrado.

Visão Histórica do Assunto

Historicamente, a valorização dos filhos como uma bênção divina tem raízes profundas em muitas culturas e tradições religiosas. No contexto bíblico, essa visão remonta ao Antigo Testamento, onde a fertilidade e a prole eram vistas como sinais de favor e bênção de Deus. Essa perspectiva influenciou a formação de famílias e comunidades ao longo dos séculos, destacando a importância da educação moral e espiritual no lar.

Curiosidades

  • Salmos 127: Este salmo é frequentemente citado em cerimônias de batismo e celebrações familiares, destacando a importância da família no plano de Deus.
  • Práticas Judaicas: No judaísmo, a passagem de Deuteronômio 6:4-9, conhecida como Shemá, é recitada diariamente e enfatiza a importância de ensinar os filhos sobre Deus.
  • História Cristã: Ao longo da história, muitos líderes cristãos, como Agostinho e Martinho Lutero, destacaram a importância de educar os filhos nos caminhos do Senhor.

Pesquisa ou Estatística Interessante

Um estudo do Pew Research Center mostra que crianças que crescem em lares onde a fé é praticada ativamente têm maior probabilidade de manter suas crenças na idade adulta. A pesquisa também indica que a participação regular em atividades religiosas familiares está associada a melhores resultados emocionais e sociais.

Perguntas para Discussão

  1. O que significa para você que os filhos são herança do Senhor?
  2. Como você pode viver de maneira que reflita essa verdade em sua família?
  3. Quais são alguns desafios que você enfrenta ao tentar valorizar seus filhos como herança divina?
  4. De que maneiras práticas você pode demonstrar a seus filhos que eles são uma bênção?
  5. Como a visão de que os filhos são uma recompensa de Deus pode influenciar suas decisões e ações diárias?

Esses auxílios pedagógicos foram desenvolvidos para proporcionar uma abordagem prática e engajante sobre o conceito de que os filhos são herança do Senhor, ajudando os professores a promover um aprendizado profundo e significativo sobre os princípios bíblicos.

2. O ENSINO DA PALAVRA DEVE SER CONSTANTE

“Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.” (Deuteronômio 6:7)

O ensino dos princípios bíblicos aos filhos deve permear todos os momentos e ambientes da vida familiar. Conforme instrui Deuteronômio 6:7, os pais têm o dever de aproveitar cada oportunidade do cotidiano para transmitir as verdades da Palavra de Deus, seja em casa, nos passeios, ao deitar ou ao levantar. Essa constância no ensino é fundamental para que os valores cristãos sejam internalizados e se tornem alicerces sólidos na formação do caráter dos filhos.

Nesse processo, o exemplo dos pais é primordial. Como bem pontua o educador cristão Howard Hendricks, “o ensino que impacta é o ensino que flui de uma vida, não de uma boca”. Mais do que palavras, os filhos precisam ver os pais vivendo autenticamente os princípios que professam. A coerência entre o discurso e a prática é essencial para que as lições bíblicas tenham credibilidade e sejam atraentes aos olhos dos filhos.

Além disso, a rotina da família deve incluir momentos intencionais de cultivo espiritual, como cultos domésticos, orações e leitura bíblica em conjunto. Esses hábitos não apenas fortalecem os laços familiares, mas também criam um ambiente propício para o crescimento na fé. Como afirma o Salmo 1, bem-aventurado é o homem que tem prazer na lei do Senhor e nela medita de dia e de noite.

Contudo, é importante ressaltar que o ensino da Palavra não deve se restringir a momentos formais e estruturados. Cada situação do dia a dia, seja uma refeição, uma conversa no carro ou uma brincadeira, pode se tornar uma oportunidade de apontar para as verdades bíblicas e sua aplicação prática. Os pais devem estar atentos para aproveitar esses “momentos ensináveis”, tornando o aprendizado da Palavra relevante e contextualizado à realidade dos filhos.

Portanto, a constância no ensino bíblico, aliada ao exemplo coerente dos pais e a uma rotina que prioriza a espiritualidade, é fundamental para que os filhos cresçam “na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (2 Pedro 3:18). Que os lares cristãos sejam verdadeiras “escolas da fé”, onde a Palavra de Deus é honrada, vivida e transmitida fielmente de geração em geração.

Dicas para Ajudar o Aluno a se Aprofundar

  1. Momentos Diários: Incentive os alunos a praticarem pequenos devocionais diários em família. Podem ser leituras bíblicas, orações ou até cânticos que reforcem os ensinamentos.
  2. Atividades Práticas: Promova atividades práticas como jogos bíblicos, encenações de histórias da Bíblia e projetos de serviço comunitário que reflitam os valores aprendidos.
  3. Leitura Compartilhada: Proponha que os alunos leiam a Bíblia juntos com seus pais e depois compartilhem suas reflexões e perguntas. Isso pode fortalecer a compreensão e o vínculo familiar.
  4. Utilização de Tecnologias: Sugira o uso de aplicativos bíblicos e recursos online que ofereçam planos de leitura e devocionais adaptados para diferentes idades e interesses.

Visão Psicológica do Assunto

A constância no ensino da Palavra de Deus pode proporcionar às crianças uma base emocional e espiritual sólida. Crianças que crescem com ensinamentos consistentes tendem a desenvolver uma maior sensação de segurança e identidade. A prática regular de atividades espirituais em família fortalece os laços afetivos e cria um ambiente de confiança e apoio mútuo. Além disso, ver os pais vivendo de acordo com os princípios que ensinam reforça a importância desses valores e promove um desenvolvimento moral saudável.

Visão Histórica do Assunto

Historicamente, a educação religiosa sempre foi um componente essencial nas famílias cristãs. No Antigo Testamento, a instrução contínua dos filhos sobre as leis e os princípios de Deus era considerada uma obrigação sagrada. Esta prática persistiu ao longo dos séculos, influenciando a formação de sociedades que valorizavam a moralidade e a ética baseadas nos ensinamentos bíblicos. A Reforma Protestante, por exemplo, destacou a importância da leitura e interpretação pessoal da Bíblia, promovendo a educação religiosa doméstica.

Curiosidades

  • Prática do Shemá: No judaísmo, a passagem de Deuteronômio 6:4-9, conhecida como Shemá, é recitada duas vezes ao dia e ensina sobre a importância da instrução constante das Escrituras.
  • Tradição Familiar: Muitas famílias cristãs mantêm tradições antigas, como o culto doméstico, que envolve leitura bíblica, oração e canto, reforçando os ensinamentos de geração em geração.
  • Influência Global: As práticas de educação religiosa em casa influenciaram a criação de escolas dominicais e outros programas educacionais ao redor do mundo.

Pesquisa ou Estatística Interessante

Estudos mostram que crianças que participam regularmente de atividades religiosas em família têm uma probabilidade significativamente maior de manter sua fé na idade adulta. Segundo uma pesquisa do National Study of Youth and Religion, a prática religiosa consistente durante a infância está associada a uma maior estabilidade emocional e menor incidência de comportamentos de risco na adolescência.

Perguntas para Discussão

  1. Como você pode integrar o ensino dos princípios bíblicos na rotina diária de sua família?
  2. Quais são algumas maneiras práticas de tornar o aprendizado bíblico mais envolvente e relevante para seus filhos?
  3. De que forma o exemplo dos pais influencia a aceitação e prática dos ensinamentos bíblicos pelos filhos?
  4. Quais são os desafios que você enfrenta ao tentar manter a constância no ensino da Palavra de Deus e como pode superá-los?
  5. Como você pode criar oportunidades naturais no cotidiano para discutir e aplicar os princípios bíblicos com seus filhos?

3. INSTRUIR CADA FILHO NO SEU CAMINHO

“Ensine a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele.” (Provérbios 22:6)

A sabedoria bíblica nos ensina que cada filho é um indivíduo singular, dotado por Deus de uma personalidade única, talentos especiais e um chamado específico. Como afirma o sábio Salomão, devemos “ensinar a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele” (Provérbios 22:6). Esse versículo destaca a importância de orientar cada filho de acordo com suas características individuais, respeitando sua identidade e vocação dadas por Deus.

Nesse sentido, os pais têm a nobre missão de serem estudiosos de seus filhos, buscando compreender as peculiaridades de cada um. Como destaca o educador cristão Tedd Tripp, “Deus deu a cada um de seus filhos dons, talentos e uma personalidade única. Estude cada filho como se fosse um livro que você precisa ler de capa a capa para entender” (TRIPP, 1995, p. 187). Esse olhar atento e individualizado é fundamental para que os pais possam orientar seus filhos de maneira sábia e eficaz.

Contudo, é crucial ressaltar que respeitar a individualidade dos filhos não significa deixá-los à mercê de suas próprias vontades e inclinações. Pelo contrário, os pais devem direcionar os dons e talentos de cada filho para que estejam alinhados com os propósitos de Deus. Como bem pontua o teólogo John MacArthur, “Deus deu a cada criança uma personalidade única, mas essa personalidade precisa ser moldada e orientada para a glória de Deus” (MACARTHUR, 2000, p. 145). Assim, a tarefa dos pais é ajudar seus filhos a desenvolverem todo o seu potencial, sempre tendo como alvo supremo honrar a Cristo.

Portanto, o grande objetivo da educação cristã é que cada filho tenha um relacionamento genuíno e transformador com Cristo, aprendendo a servi-lo com excelência em sua área de atuação. Seja nas artes, nos esportes, nos estudos ou em qualquer outra esfera da vida, os filhos devem ser ensinados a fazer tudo para a glória de Deus (1 Coríntios 10:31). Quando os pais investem tempo e sabedoria para compreender o “caminho” único de cada filho e os orientam a andar nele com os olhos fitos em Cristo, colhem frutos maravilhosos que perduram por toda a vida.. 

Dicas para Ajudar o Aluno a se Aprofundar

  1. Atividades Personalizadas: Crie atividades que permitam aos alunos explorar seus interesses e talentos únicos, como projetos artísticos, musicais ou científicos que reflitam suas paixões individuais.
  2. Mentoria e Orientação: Incentive a formação de grupos de mentoria onde alunos mais experientes possam ajudar os mais novos a descobrir e desenvolver seus dons e habilidades, sempre guiados pelos valores cristãos.
  3. Diários de Desenvolvimento: Proponha que os alunos mantenham um diário onde possam registrar seu progresso pessoal e espiritual, refletindo sobre suas conquistas e desafios.
  4. Discussões em Grupo: Organize rodas de conversa onde os alunos possam compartilhar suas experiências pessoais e ouvir como outros estão descobrindo e seguindo seu caminho único.

Visão Psicológica do Assunto

Entender e respeitar a individualidade de cada criança é crucial para seu desenvolvimento emocional e psicológico. Quando as crianças se sentem compreendidas e valorizadas por suas características únicas, elas desenvolvem uma autoestima mais forte e um senso de propósito claro. Ajudar cada filho a descobrir e seguir seu caminho pode aumentar sua resiliência e capacidade de enfrentar desafios, pois eles se sentem apoiados e guiados em sua jornada pessoal.

Visão Histórica do Assunto

Historicamente, a educação personalizada e o respeito à individualidade têm sido valores importantes em várias tradições educativas. Na Bíblia, vemos muitos exemplos de indivíduos únicos chamados por Deus para missões específicas, como Moisés, Davi e Paulo. Cada um tinha um papel especial a desempenhar no plano divino, e isso ilustra a importância de reconhecer e nutrir as características únicas de cada pessoa desde a infância.

Curiosidades

  • Diversidade na Bíblia: A Bíblia está cheia de personagens com personalidades e habilidades diversas, cada um com um papel único no plano de Deus. Isso mostra a importância de reconhecer e valorizar a diversidade de talentos e vocações.
  • Educação Personalizada: No passado, muitas culturas valorizavam a educação personalizada, onde os mestres conheciam bem seus alunos e adaptavam o ensino às necessidades individuais, uma prática que ainda é relevante hoje.

Pesquisa ou Estatística Interessante

De acordo com uma pesquisa do Gallup, estudantes que têm a oportunidade de explorar e desenvolver seus talentos individuais têm uma probabilidade 30% maior de se envolverem ativamente em suas comunidades e de alcançarem sucesso em suas vidas pessoais e profissionais. Isso demonstra a importância de uma abordagem educacional que respeite e nutra as características únicas de cada aluno.

Perguntas para Discussão

  1. Como você pode identificar os talentos e interesses únicos de seus filhos/alunos?
  2. Quais são algumas maneiras práticas de ajudar seus filhos/alunos a desenvolverem seus dons e habilidades para a glória de Deus?
  3. Como você pode criar um ambiente que valorize e respeite a individualidade de cada criança?
  4. De que forma você pode usar a diversidade de talentos em sua família/turma para fortalecer a comunidade?
  5. Quais são os desafios de respeitar a individualidade de cada filho/aluno e como você pode superá-los?

Esses auxílios pedagógicos foram desenvolvidos para proporcionar uma abordagem prática e engajante sobre a importância de instruir cada filho no seu caminho, ajudando os professores a promover um aprendizado profundo e significativo sobre os princípios bíblicos e o respeito à individualidade.

CONCLUSÃO

Que o Senhor capacite e fortaleça cada pai e mãe para cumprir o chamado de evangelizar e discipular seus filhos. Que o lar seja um santuário onde a Palavra de Deus é honrada, vivida e transmitida de geração em geração. Não existe ministério mais estratégico e recompensador do que ser um instrumento de Deus para que os próprios filhos o conheçam e o sirvam por toda vida. Que a fidelidade dos pais hoje gere frutos para a eternidade.

👉Gostou do nosso site? Ajude-nos a mantê-lo e melhorá-lo ainda mais!

👉Abençoe-nos com uma oferta via PIX: CPF 02385701421

👉Seja um parceiro desta obra e ajude a espalhar o conhecimento e a palavra de Deus. 

“Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.” Lucas 6:38

SOBRE O AUTOR:
Josias Moura de Menezes

É formado em Teologia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. É especialista em Marketing Digital, Produção Audiovisual para Web, Tecnologias de Aprendizagem a Distância, Inteligência Artificial, Jornalismo Digital e possui Mestrado em Teologia. Atua ministrando cursos de capacitação profissional e treinamentos online em diversas áreas. Para mais informações sobre o autor <clique aqui>.

Compartilhe esta mensagem

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
Email

FAÇA NOSSOS CURSOS DE CAPACITAÇÃO A DISTÂNCIA GRATUITOS

Livre

Capacitação em Gestão do Tempo, Planejamento Pessoal e Produtividade – Gratuito

ADQUIRA NOSSAS BIBLIOTECAS DIGITAIS

Show Comments (0)

Deixe uma resposta