Assine nosso site

Receba nossas publicações em seu email.

Junte-se a 8.544 outros assinantes

Curso de preparação para noivos. Semana 4: Finanças e Orçamento Familiar

QUER RECEBER ARTIGOS INFORMATIVOS, ESTUDOS BÍBLICOS, REFLEXÕES, SERMÕES E CURSOS GRATUITOS TODA SEMANA EM SEU WHATSAP?

Entre no grupo do Professor Josias Moura agora e receba todos estes recursos gratuitamente.

Semana 4: Finanças e Orçamento Familiar

Introdução

Chegamos à quarta semana de nosso estudo preparatório para o casamento. O tema desta aula talvez não seja o mais romântico, mas é extremamente relevante: as finanças do casal e o orçamento familiar.

Gerir as finanças de forma sábia e responsável é um pilar fundamental para uma vida conjugal saudável e abençoada por Deus. Por isso, é vital que vocês estejam alinhados e tenham uma perspectiva bíblica de como administrar o dinheiro ao longo do matrimônio.

Durante nossa aula, vamos refletir sobre princípios bíblicos de gestão financeira, orçamento familiar, planejamento do futuro, entre outros tópicos que envolvem as finanças do lar. O objetivo é fornecer orientação e sabedoria prática para que possam honrar a Deus também na esfera material, usando os recursos que Ele provê de forma íntegra e sábia.

Que o Espírito Santo nos ilumine e que este seja um tempo de muito aprendizado e edificação mútua. Vamos começar!

Orçamento familiar

A Bíblia, em Provérbios 21:5, nos ensina a importância de planejar e ser responsável em relação às nossas finanças. A sabedoria bíblica nos lembra que “os planos dos diligentes conduzem com segurança, mas os precipitados levam à pobreza”. Assim, é fundamental que o casal, ao se preparar para o casamento, dê a devida atenção ao orçamento familiar.

O orçamento familiar é uma ferramenta valiosa para que o casal possa administrar suas finanças de forma consciente e equilibrada. Por meio desse planejamento financeiro, é possível estimar as receitas (rendimentos) e despesas (gastos) mensais, permitindo que o casal tenha controle sobre o seu dinheiro e evite o endividamento excessivo.

Nesse sentido, é recomendável que os noivos conversem abertamente sobre como será a gestão das finanças quando casados. Existem diferentes abordagens para isso, e é importante que ambos estejam de acordo com a decisão tomada. Algumas opções comuns incluem:

  • Conta Conjunta: Nesse modelo, o casal compartilha uma única conta bancária para as despesas do lar. Essa abordagem promove a transparência e a colaboração mútua na administração do dinheiro.
  • Contas Separadas: Nessa abordagem, cada cônjuge mantém sua conta bancária individual e contribui com uma parcela acordada das despesas familiares. Essa opção pode ser escolhida quando os cônjuges têm rendas significativamente diferentes ou desejam manter certa independência financeira.
  • Conta Mista: Aqui, o casal mantém contas individuais para suas despesas pessoais, mas também possui uma conta conjunta para as despesas compartilhadas, como moradia, alimentação e outras contas fixas.

Independentemente da escolha, é crucial que haja diálogo, transparência e confiança mútua na gestão das finanças. Além disso, é fundamental definir metas financeiras em conjunto. Essas metas podem incluir a criação de uma reserva de emergência, o pagamento de dívidas, a compra de uma casa, a formação de uma poupança para a aposentadoria, entre outros objetivos.

Definir metas financeiras claras e alcançáveis ajudará o casal a manter o foco e a disciplina em suas decisões financeiras diárias. Isso também fortalecerá o compromisso mútuo de trabalharem juntos para atingirem seus objetivos comuns.

Planejamento financeiro

O planejamento financeiro é essencial para que o casal construa uma base sólida para o futuro. Não basta viver o presente, é preciso projetar e se precaver para os desafios vindouros.

A Bíblia ensina em Provérbios 6:6-8 sobre a importância de planejar, através da parábola da formiga. Assim como ela trabalha no verão, armazenando provisão para o inverno, o casal sábio deve poupar e se preparar para imprevistos, aposentadoria e educação dos filhos. O ideal é separar um percentual dos ganhos para essas metas de longo prazo, além de manter uma reserva para emergências. Assim, estarão resguardados caso precisem enfrentar problemas como desemprego, doenças, acidentes, entre outros. Depois de reservar o suficiente para suprir as necessidades básicas e os planos de poupança, o recomendado é investir sabiamente o excedente. A Bíblia fala em Mateus 25 sobre investir os talentos que Deus nos confia. Da mesma forma, devemos gerir da melhor maneira os recursos que Ele provê.

Planejar o futuro exige visão, disciplina e sabedoria. Mas trará tranquilidade e colherão bons frutos de suas escolhas prudentes. Contem com Deus nessa jornada.

Desemprego

Desemprego é uma realidade difícil que pode abalar as estruturas de um casamento. A perda da fonte de renda gera insegurança e põe à prova a maturidade e união do casal.

É compreensível que seja um baque e traga preocupação. Porém, precisamos ter uma perspectiva de fé nessas horas. Deus continua sendo nosso provedor, mesmo nas tempestades da vida. Como diz Filipenses 4:19 “O meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir em Cristo Jesus cada uma de vossas necessidades”.

Portanto, é hora de buscar conforto mútuo e se apoiar, não se desesperar. Em vez de ficar ansiosos ou brigarem entre si, orem juntos e tracem um plano de ação. Foquem apenas no essencial, cortando tudo que for supérfluo por um tempo. Talvez precisem mudar alguns hábitos e fazer sacrifícios passageiros.

O desempregado deve se empenhar ativamente na busca por uma nova colocação. Já o cônjuge deve incentivar e não cobrar. Se necessário, considerem alternativas de renda extra temporárias. Peçam ajuda da família e amigos, mas sem desperdiçar recursos. Mantenham a calma e a fé em Deus. Ele é nosso provedor e sustentador. Com sabedoria e união, vocês ultrapassarão essa fase difícil e sairão mais fortes e maduros. As promessas divinas sempre se cumprem.

Conclusão

Chegamos ao fim de nosso estudo sobre finanças e orçamento familiar. Vimos o quanto é importante que o casal tenha sabedoria, maturidade e um olhar de fé para gerir de forma responsável e íntegra os recursos providos por Deus.

Busquem sempre os princípios das Escrituras para nortear as decisões financeiras de vocês. Orem juntos pedindo direção divina e conselho dos mais experientes. Estejam abertos a aprender e crescer como gestores dos bens que lhes foram confiados.

Que o Senhor abençoe imensamente as finanças deste novo lar que se inicia. Que vocês vivam com simplicidade, gratidão e generosidade. E que, acima de qualquer estabilidade material, busquem as verdadeiras riquezas espirituais do Seu Reino.

Sigam confiantes no cuidado providencial de Deus. Ele suprirá todas as necessidades de vocês, hoje e sempre. Até nosso próximo encontro!

👉Gostou do nosso site? Ajude-nos a mantê-lo e melhorá-lo ainda mais!

👉Abençoe-nos com uma oferta via PIX: CPF 02385701421

👉Seja um parceiro desta obra e ajude a espalhar o conhecimento e a palavra de Deus. 

“Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.” Lucas 6:38

SOBRE O AUTOR:
Josias Moura de Menezes

É formado em Teologia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. É especialista em Marketing Digital, Produção Audiovisual para Web, Tecnologias de Aprendizagem a Distância, Inteligência Artificial, Jornalismo Digital e possui Mestrado em Teologia. Atua ministrando cursos de capacitação profissional e treinamentos online em diversas áreas. Para mais informações sobre o autor <clique aqui>.

Compartilhe esta mensagem

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
Email

FAÇA NOSSOS CURSOS DE CAPACITAÇÃO A DISTÂNCIA GRATUITOS

Livre

Capacitação em Gestão do Tempo, Planejamento Pessoal e Produtividade – Gratuito

ADQUIRA NOSSAS BIBLIOTECAS DIGITAIS

Show Comments (0)

Deixe uma resposta