Assine nosso site

Receba nossas publicações em seu email.

Junte-se a 8.544 outros assinantes

Serie Conflitos da vida. Tema 01: O sentido da vida – Parte 01

QUER RECEBER ARTIGOS INFORMATIVOS, ESTUDOS BÍBLICOS, REFLEXÕES, SERMÕES E CURSOS GRATUITOS TODA SEMANA EM SEU WHATSAP?

Entre no grupo do Professor Josias Moura agora e receba todos estes recursos gratuitamente.

SERIE: CONFLITOS DA VIDA

Tema 01: O sentido da vida – Parte 01

Texto: Gênesis 2.7, Salmo 39.1-13, Isaias 43.7

Introdução

Muitas pessoas gastam boa parte da vida buscando algo que dê significado e sentido a ela. Um jornalista britânico escreveu: “Falando francamente, será que, antes de morrer, eu tenho tempo de descobrir por que nasci? Por que eu preciso saber o porquê do meu nascimento? Porque, é claro, não consigo acreditar que foi por acidente; e, se não foi, deve haver um significado”.

A busca pelo sentido da vida é algo sadio, normal e relevante. Os mais renomados psicólogos do século 20 reconheceram isso. Freud disse: “As pessoas têm fome de amor.” Jung afirmou: “As pessoas têm fome de segurança.” Adler disse: “As pessoas têm fome de significância” (Gumbel, p.23). Entretanto, o Senhor Jesus Cristo disse: “Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede” (Jo 6.35).

Então, qual é o sentido da vida?

Que é a vida?

“O modo mais fácil de descobrir o propósito de uma invenção é perguntar ao inventor.” RickWarren

Duas opções são propostas para se descobrir o sentido da vida (Uma Vida com Propósitos, Rick Warren, Editora Vida, p.19). A primeira é a especulação, que, evidentemente, é a opção escolhida pela maioria das pessoas. Especular é simplesmente investigar por meio do raciocínio abstrato, é fazer conjectura, suposição não baseada em fatos concretos. A especulação procura entender por meio da razão, sem tomar medidas práticas.

Mas a melhor alternativa para o significado da vida é a revelação. Deus revela o verdadeiro sentido da vida. Temos que perguntar ao Criador por que Ele nos fez. Ele nada faz sem propósito. A Bíblia é uma espécie de “Manual do Proprietário”, explicando-nos a origem e o propósito da vida. O lugar mais seguro para encontrarmos a resposta sobre o sentido da vida está no livro do Autor da vida.

1.A origem da vida é Deus

A Bíblia afirma que o mundo, por sua própria sabedoria, jamais conheceu a Deus (I Co 1.21). Isso quer dizer que ninguém jamais chega ao conhecimento de Deus usando seus próprios meios ou pela razão pura. “Deus não é apenas o ponto de partida de nossa vida: Ele é a fonte da vida” (Warren, p.20). Aos religiosos de Atenas, o apóstolo Paulo asseverou que é o próprio Deus “quem a todos dá vida, respiração e tudo mais” (At 17.25).

O primeiro versículo da Bíblia diz: “No princípio Deus” (Gn 1.1). Isso nos ensina que é sempre Ele quem inicia o diálogo. Mesmo após a queda do ser humano, foi Deus quem tomou a iniciativa de ir atrás do homem. Ele enviou Seu Filho ao mundo não porque o mundo estivesse clamando por isso, mas porque o próprio Deus o amou de tal maneira (jo 3.16). No final do Apocalipse, o Senhor Jesus Cristo Se apresenta desta forma: “Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim” (Ap 22.13). Ele começou tudo, portanto, Ele vai terminar tudo. Exatamente como Ele mesmo planejou (Is 46.9-10).

Quando as mulheres foram ao túmulo procurar Jesus, os anjos perguntaram-lhes: “Por que buscais entre os mortos ao que vive?” (Lc 24.5).

Elas estavam procurando o homem certo no lugar errado. Assim também quando as pessoas procuram na sabedoria popular, nos livros de autoajuda e nas tradições humanas a resposta para o sentido da vida, jamais acharão a resposta. Sem Deus a vida não faz sentido.

2.O propósito da vida é a glória de Deus

Agora que já sabemos quem nos criou, precisamos saber para que Ele nos criou. Por quê? Como? “Você não criou a si mesmo, logo não há jeito de dizer a si mesmo para que foi criado!” (Warren, p.19).

Ao profeta Isaías, o Senhor Criador afirma sobre os seres humanos: “os que criei para a minha glória” (Is 43.7; cf. Is 43.21). Paulo, ao se referir à Pessoa eterna de Jesus Cristo, afirmou que “tudo foi criado por meio Dele e para ele” (Cl. 1.16). E aos romanos prevalece o mesmo ensino: “Porque Dele e por meio Dele e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém” (Rm 11.36).

Imagine que você vai promover um evento, e seu propósito principal é exaltar a si mesmo. Qual seria sua estratégia? A resposta é simples: fazer com que você seja o centro de todas as coisas. Fazer com que todos os holofotes, todas as luzes estejam voltadas para si mesmo. E aí, no final, todos fiquem em pé e aplaudam você.

Assim também Deus planejou a criação. O foco não é você, é Ele. Mas como Ele consegue fazer isso e não ser o maior egoísta? Justamente pelo fato de ser Deus. Ele é perfeito, você se esqueceu!? Só Ele consegue criar tudo para a Sua própria glória e ainda ter um amor ilimitado! Medite em Isaías 57.15.

Quando Paulo diz que “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8.28), vale lembrar que, nesse versículo, a palavra “bem” não significa o “bem-estar” de cada um, mas o contexto indica seguramente que o apóstolo se refere à imagem de Jesus Cristo que está sendo formada nos filhos de Deus (Rm 8.29). O propósito da vida não é a chamada “realização pessoal” ou a sua “felicidade”. É muito maior.

Quando Deus criou você, primeiramente Ele não pensou em você, mas pensou Nele mesmo. Se você guardar essa “chave”, irá abrir muitas portas preciosas durante a sua vida.

Aplicação: “Se você se concentrar em si, jamais desvendará o propósito da vida. Você foi feito por Deus e para Deus e, enquanto não compreender isso, a vida não terá sentido” (Warren, p.18-19).

3.O sentido da vida é a paz com Deus

Com a entrada do pecado no mundo, que trouxe a separação entre o homem e Deus (Is 59.2), a maior necessidade do homem passou a ser a paz com seu Criador.

Quando Paulo declara que “Deus estava em Cristo reconciliando consigo mesmo o mundo” (2Co 5.19), está nos ensinando que a reconciliação, isto é, “voltar a ter a amizade perdida”, era o propósito principal de Deus, por meio de Cristo.

A paz com Deus é o sentido da vida, porque quando a temos estamos em condições de receber todo o favor e as bênçãos do Senhor. As promessas da Palavra de Deus são para Seus filhos, e estes vivem em paz com o Pai (Rm 5.1). Aqui vale a famosa frase de Agostinho: “Tu nos criaste para Ti, e o nosso coração vive inquieto, enquanto não repousar em Ti” (Confissões, p. 23).

A Bíblia afirma que nem um ser humano por si mesmo tem paz. Ela é algo que sempre vem de Deus.

Isaías 26.3 declara: “Tu, Senhor, conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em ti.” Percebeu como a paz está relacionada à confiança em Deus? Aos Efésios, Paulo diz que Cristo é a nossa paz, Ele fez a paz, e Ele evangelizou a paz (Ef 2.14,15,17). E, em João 14.27, Jesus falou sobre “a minha paz”.

Enquanto não tiver paz com Deus, o homem não terá paz consigo e com o próximo, e, por isso, não encontrará o sentido da vida. A angústia e a inquietação no coração não lhe permitirão compreender a realidade da vida.

Na próxima semana continuamos com este estudo na parte 02

👉Gostou do nosso site? Ajude-nos a mantê-lo e melhorá-lo ainda mais!

👉Abençoe-nos com uma oferta via PIX: CPF 02385701421

👉Seja um parceiro desta obra e ajude a espalhar o conhecimento e a palavra de Deus. 

“Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.” Lucas 6:38

SOBRE O AUTOR:
Josias Moura de Menezes

É formado em Teologia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. É especialista em Marketing Digital, Produção Audiovisual para Web, Tecnologias de Aprendizagem a Distância, Inteligência Artificial, Jornalismo Digital e possui Mestrado em Teologia. Atua ministrando cursos de capacitação profissional e treinamentos online em diversas áreas. Para mais informações sobre o autor <clique aqui>.

Compartilhe esta mensagem

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
Email

FAÇA NOSSOS CURSOS DE CAPACITAÇÃO A DISTÂNCIA GRATUITOS

Livre

Capacitação em Gestão do Tempo, Planejamento Pessoal e Produtividade – Gratuito

ADQUIRA NOSSAS BIBLIOTECAS DIGITAIS

Show Comments (2)

2 comentários em “Serie Conflitos da vida. Tema 01: O sentido da vida – Parte 01”

Deixe uma resposta