Assine nosso site

Receba nossas publicações em seu email.

Junte-se a 8.542 outros assinantes

Estudo bíblico da quinta. Tema: Sinais do esfriamento espiritual – Parte 2

QUER RECEBER ARTIGOS INFORMATIVOS, ESTUDOS BÍBLICOS, REFLEXÕES, SERMÕES E CURSOS GRATUITOS TODA SEMANA EM SEU WHATSAP?

Entre no grupo do Professor Josias Moura agora e receba todos estes recursos gratuitamente.

Sinais do esfriamento espiritual – Parte 2

Romanos 15:1 – “Nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos”. 2 Tessalonicenses 2:16-17 – “Que o próprio Senhor Jesus Cristo e Deus nosso Pai, que nos amou e nos deu eterna consolação e boa esperança pela graça, deem ânimo ao coração de vocês e os fortaleçam para fazerem sempre o bem, tanto em atos como em palavras”.

Introdução

O esfriamento espiritual pode ser traduzido como a perda da paixão pelo Evangelho, perda do primeiro amor e distanciamento de nosso Senhor Jesus Cristo. Infelizmente, qualquer cristão está sujeito a esfriar-se na fé, mas, assim como um organismo vivo deve manter a sua temperatura normal para viver, o crente deve estar sempre fervoroso na fé em Cristo.

De repente, parece que a alguma coisa mudou. Ir à igreja já não dá o prazer de antes, falta ânimo para a leitura da Palavra, o louvor se torna morno e a adoração sem vida. A apatia e a indiferença passam a tomar conta da caminhada cristã e a sugar o vigor que outrora enchia os momentos de solitude e oração de fervor. Se você já sentiu alguns desses sintomas pode ser que esteja passando pelo esfriamento espiritual, um mal que deve ser combatido, e rápido.

Mornidão espiritual

Mornidão é o estado que muitos atingiram vivendo neste mundo. Quando entendemos que a carta à igreja de Laodiceia é profética e expressa o último estágio do testemunho cristão na terra, percebemos que muito do que ela diz cai como uma luva para a cristandade atual. O versículo é este:

“Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu.” (Ap 3:15-17).

Alguém morno é como um morto, não tem sentimentos nem sensações, apenas se deixa levar. Teve sua mente cauterizada, que é o mesmo que dizer que está anestesiado contra qualquer tipo de paixão na defesa da Verdade. Um casamento morno se acaba porque desaparece a paixão e tudo cai na mornidão. Não estou falando aqui da paixão carnal de cunho sexual, porque a própria idade dá cabo de muitas das sensações do corpo, mas daquela paixão que faz os olhos brilharem só de contemplarem a pessoa amada ou escutarem seu nome. O verdadeiro cristão é assim, apaixonado por Cristo.

Pessoas “mornas” são pessoas sem opinião formada, são com “meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.” (Ef 4:14).

São um alvo perfeito para uma admoestação como a que Elias fez aos filhos de Israel no passado: “Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o, e se Baal, segui-o. Porém o povo nada lhe respondeu.” (1 Rs 18:21). Por que o povo não respondeu? Porque não tinha uma opinião, viviam na mornidão de agir conforme a direção do vento.

O ecumenismo é o supra sumo da mornidão, porque evita os extremos para agradar a todos. O ecumenismo tenta juntar as religiões de diferentes cores em uma massa só. Se você brincou de massinhas coloridas quando criança sabe que depois de um tempo, de tanto misturar as cores, você termina com uma bola cinza e feia. Essa massa genérica é o a massa ecumênica, pois ela tenta encontrar pontos de acordo com base no mínimo denominador comum.

Mudanças nas prioridades

Mt. 6,24-34: “…buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo”.

Jesus ensina que nossa verdadeira prioridade é o reino. E ele promete que as demais necessidades serão supridas. Muitos hoje querem as bençãos, mas não há lugar em seus corações para o reino.

Há muitas pessoas que vem a igreja em busca de uma oração na hora da necessidade, no momento da falta de um emprego, nos momentos de enfermidade, mas não há lugar em seus corações para um COMPROMISSO COM O REINO. Eu repetir: NÃO HÁ LUGAR NOS CORAÇÕES DE MUITOS PARA UM COMPROMISSO COM O REINO.

Há pelo menos 03 atitudes que demonstram se há ou não compromisso com o reino de Deus em nossos corações:

  • Há compromisso com reino, quando temos compromisso com a Igreja e a obra que Deus realiza através dela. Falo de compromisso com os cultos, com as atividades realizadas pela Igreja, com a evangelização.
  • Há compromisso com o reino, quando temos um compromisso com a sua palavra. O compromisso de Jesus com o reino, ficou evidente em sua tentação no deserto, quando disse: “Está escrito…”. Temos visto muitas pessoas querendo agir ou fazer muitas coisas em nome de Deus, mas só temos autoridade de Deus, quando agimos através de um compromisso com sua palavra. Fora disso, surgem inúmeras, heresias e modismos que passam.

Conclusão

Vencer a frieza espiritual é uma questão de decisão e esforço e, com a ajuda do Espírito Santo, você irá melhorando, se aquecendo e voltará a ficar radiante, avivado, motivado e cheio do Espírito Santo. A ação soberana de Deus em nossa vida não anula a nossa responsabilidade de buscá-Lo e prosseguir em conhecê-Lo.

Resumindo, se você decidir andar com o Senhor Jesus Cristo e decidir absolutamente conhecê-Lo cada vez mais todos os dias, você jamais se esfriará na fé, pois Jesus Cristo é a única fonte inesgotável de sabedoria e de conhecimento, a Água da vida, o Pão vivo que desceu do céu, a nossa Luz, o Caminho, a Verdade e a Vida…

Quero concluir, e já falando que nenhum desses passos te levará a sair da frieza espiritual se você apenas ler ou ouvir essa palavra. Precisamos constantemente colocar a mão na massa (buscar o Senhor). Achegue-se a Deus e Ele se achegará a você. Entregue, todos os dias, os seus caminhos e a sua vida ao Senhor, confia nEle e o mais Ele fará!

Josias Moura de Menezes

É formado em Teologia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. É especialista em Marketing Digital, Produção Audiovisual para Web, Tecnologias de Aprendizagem a Distância, Inteligência Artificial, Jornalismo Digital e possui Mestrado em Teologia. Atua ministrando cursos de capacitação profissional e treinamentos online em diversas áreas. Para mais informações sobre o autor <clique aqui>.

Compartilhe esta mensagem

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
Email

FAÇA NOSSOS CURSOS DE CAPACITAÇÃO A DISTÂNCIA GRATUITOS

Livre

Capacitação em Gestão do Tempo, Planejamento Pessoal e Produtividade – Gratuito

Livre

Capacitação em Como preparar e transmitir mensagens bíblicas – Gratuito

Livre

Capacitação em Bibliologia – Como a Bíblia chegou até nós – Gratuito

ADQUIRA NOSSAS BIBLIOTECAS DIGITAIS

Show Comments (0)

Deixe uma resposta