Assine nosso site

Receba nossas publicações em seu email.

Junte-se a 8.544 outros assinantes

Semana 06: As Bênçãos da Justificação para a Vida do Cristão: Libertos do Pecado, Servos da Justiça

QUER RECEBER ARTIGOS INFORMATIVOS, ESTUDOS BÍBLICOS, REFLEXÕES, SERMÕES E CURSOS GRATUITOS TODA SEMANA EM SEU WHATSAP?

Entre no grupo do Professor Josias Moura agora e receba todos estes recursos gratuitamente.

Semana 06: As Bênçãos da Justificação para a Vida do Cristão: Libertos do Pecado, Servos da Justiça

Texto Base: Romanos 6

Introdução

Você já se perguntou como a graça de Deus afeta a sua vida diária? Você já se sentiu tentado a pecar, pensando que Deus vai perdoá-lo de qualquer maneira? Você já se perguntou qual é o propósito de Deus para a sua vida como cristão?

Se você respondeu sim a alguma dessas perguntas, então você vai se beneficiar do estudo de Romanos 6. Neste capítulo, o apóstolo Paulo nos ensina sobre as bênçãos da justificação pela fé e as implicações práticas para a nossa santificação.

Paulo nos mostra que os crentes foram libertos do poder do pecado por meio de sua união com Cristo em sua morte e ressurreição. Isso significa que eles não são mais escravos do pecado, mas agora são escravos da justiça. Eles devem viver de uma maneira que reflita essa liberdade e honre a Deus.

Paulo também nos alerta sobre os perigos de abusar da graça de Deus, pensando que podemos continuar pecando sem consequências. Ele nos lembra que o pecado leva à morte, mas a justiça leva à vida eterna. Ele nos encoraja a escolher a quem servir, sabendo que cada escolha tem um resultado diferente.

Neste estudo, vamos explorar as verdades profundas e práticas que Paulo nos ensina em Romanos 6. Vamos aprender como viver uma vida santa, livre do pecado e cheia da graça de Deus. Vamos descobrir o propósito de Deus para a nossa vida como cristãos. Vamos nos alegrar na nossa nova identidade em Cristo e na nossa esperança da glória futura.

1.Romanos 6:1-5: Não podemos viver no pecado

Paulo usa uma analogia do batismo para ilustrar a mudança radical que ocorre na vida dos crentes. O batismo é um símbolo da morte e ressurreição de Jesus, que os crentes participam pela fé. Quando os crentes são batizados, eles são sepultados com Cristo na água, e quando saem da água, eles ressuscitam com Cristo para uma nova vida. Isso significa que eles deixam para trás o seu velho eu, dominado pelo pecado, e se tornam uma nova criação, guiada pelo Espírito Santo.

Paulo quer que os crentes entendam que eles não podem viver no pecado porque isso seria contradizer a sua nova identidade em Cristo. Eles não podem abusar da graça de Deus, pensando que quanto mais pecam, mais recebem o perdão. Pelo contrário, eles devem viver de acordo com a graça de Deus, que os liberta do poder do pecado e os capacita a viver para a glória de Deus.

2.Romanos 6:6-11: Mortos para o pecado e vivos para Deus

Paulo usa uma linguagem forte para descrever a mudança que ocorre na vida dos crentes. Ele diz que o nosso velho eu foi crucificado com Cristo, para que o corpo do pecado seja destruído. Isso significa que o pecado não tem mais poder sobre nós, e que não devemos mais obedecer aos seus desejos. Pelo contrário, devemos nos considerar mortos para o pecado e vivos para Deus em Cristo Jesus.

Paulo baseia a sua argumentação na certeza da ressurreição de Cristo. Ele afirma que Cristo morreu uma vez por todas para o pecado, e agora vive para Deus. Da mesma forma, os crentes devem se identificar com a morte e a vida de Cristo, e viver de forma a honrar a Deus. Eles não devem mais se deixar influenciar pelo pecado, mas sim pelo Espírito Santo, que habita neles.

3.Romanos 6:12-17: Escravos da justiça

Paulo usa uma analogia da escravidão para ilustrar a relação dos crentes com o pecado e com a justiça. Ele diz que os crentes eram escravos do pecado, mas foram libertados pela graça de Deus. Agora, eles devem se tornar escravos da justiça, que é a vontade de Deus para as suas vidas. Eles devem escolher a quem servir, sabendo que o resultado de cada escolha é diferente. O pecado leva à morte, mas a justiça leva à vida eterna.

Paulo reconhece que os crentes ainda enfrentam a tentação do pecado, mas os incentiva a resistir e a se submeter a Deus. Ele diz que eles devem se apresentar a Deus como instrumentos de justiça, ou seja, como pessoas que cooperam com o propósito de Deus de restaurar o mundo. Eles não devem se apresentar ao pecado como instrumentos de injustiça, ou seja, como pessoas que contribuem para o mal e a destruição do mundo. Paulo elogia os crentes por terem obedecido à verdade do evangelho, e os exorta a continuarem nesse caminho.

4.Romanos 6:18-23: A colheita da justiça

Paulo usa uma analogia da agricultura para ilustrar o resultado da escolha dos crentes entre o pecado e a justiça. Ele diz que os crentes foram libertados do pecado e se tornaram servos da justiça, ou seja, eles mudaram de senhor e de plantação. Antes, eles plantavam o pecado, que produzia frutos de vergonha e morte. Agora, eles plantam a justiça, que produz frutos de santidade e vida eterna.

Paulo quer que os crentes entendam que eles não podem servir a dois senhores ao mesmo tempo. Eles devem se dedicar inteiramente à justiça, que é a vontade de Deus para as suas vidas. Eles devem se afastar do pecado, que é a rebelião contra Deus e a sua graça. Paulo resume o contraste entre o pecado e a justiça no último versículo: “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”.

Conclusão

Vejamos ao fim deste estudo algumas aplicações práticas em Romanos 6:

  1. Aplicação baseada em Romanos 6:1-5: Como cristãos, devemos reconhecer que não temos mais uma licença para viver no pecado. Devemos entender que, ao nos unirmos a Cristo, nossa antiga natureza pecaminosa foi crucificada e agora somos chamados a viver uma nova vida em obediência a Deus. Devemos abandonar o pecado e buscar viver uma vida que reflita nossa nova identidade em Cristo.
  2. Aplicação baseada em Romanos 6:6-11: Devemos reconhecer que, em Cristo, fomos libertos do poder do pecado. Nossa antiga natureza pecaminosa foi crucificada, e agora somos chamados a considerar-nos mortos para o pecado e vivos para Deus. Isso significa que devemos resistir às tentações do pecado e permitir que o Espírito Santo nos guie em uma vida de santidade e obediência a Deus.
  3. Aplicação baseada em Romanos 6:12-17: Devemos entender que fomos libertos do domínio do pecado e agora somos escravos da justiça. Isso significa que devemos escolher servir a Deus em todas as áreas de nossas vidas. Devemos resistir às tentações do pecado e nos apresentar como instrumentos de justiça, cooperando com o propósito de Deus para nossas vidas. Devemos viver uma vida que reflita a vontade de Deus e busque a vida eterna em Cristo.
  4. Aplicação baseada em Romanos 6:18-23: Devemos reconhecer que nossas escolhas têm consequências. Ao escolher viver em obediência a Deus e buscar a justiça, colheremos frutos de santidade e vida eterna. Por outro lado, se escolhermos viver no pecado, colheremos frutos de vergonha e morte. Devemos, portanto, dedicar-nos totalmente à justiça e afastar-nos do pecado, lembrando que o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus

Para finalizar, Romanos 6 é uma mensagem de liberdade, justiça e vida eterna para todos os que foram unidos a Cristo pela fé. Através do batismo, os crentes declaram publicamente que estão mortos para o pecado e vivos para Deus. Eles são chamados a viver uma vida que reflete essa nova realidade, apresentando-se a Deus como instrumentos de justiça e vivendo uma vida que leva à vida eterna por meio de Jesus Cristo.

Josias Moura de Menezes

É formado em Teologia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. É especialista em Marketing Digital, Produção Audiovisual para Web, Tecnologias de Aprendizagem a Distância, Inteligência Artificial, Jornalismo Digital e possui Mestrado em Teologia. Atua ministrando cursos de capacitação profissional e treinamentos online em diversas áreas. Para mais informações sobre o autor <clique aqui>.

Compartilhe esta mensagem

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
Email

FAÇA NOSSOS CURSOS DE CAPACITAÇÃO A DISTÂNCIA GRATUITOS

Livre

Capacitação em Gestão do Tempo, Planejamento Pessoal e Produtividade – Gratuito

Livre

Capacitação em Como preparar e transmitir mensagens bíblicas – Gratuito

Livre

Capacitação em Bibliologia – Como a Bíblia chegou até nós – Gratuito

ADQUIRA NOSSAS BIBLIOTECAS DIGITAIS

Show Comments (0)

Deixe uma resposta