Assine nosso site

Receba nossas publicações em seu email.

Junte-se a 8.552 outros assinantes

Sermão: Como Servir a Deus com Excelência

QUER RECEBER ARTIGOS INFORMATIVOS, ESTUDOS BÍBLICOS, REFLEXÕES, SERMÕES E CURSOS GRATUITOS TODA SEMANA EM SEU WHATSAP?

Entre no grupo do Professor Josias Moura agora e receba todos estes recursos gratuitamente.

Texto Bíblico Base: Colossenses 3:23, 1 Pedro 4:10, Filipenses 2:5-7, Mateus 25:21

Introdução:

Você já se perguntou o que significa realmente servir a Deus com excelência? Em um mundo onde a mediocridade muitas vezes é aceita, Deus nos chama para um padrão mais elevado. Servir a Deus com excelência não é apenas sobre fazer o nosso melhor, mas fazer o nosso melhor para Ele, com um coração sincero e dedicado.

Imagine um artista que se dedica incansavelmente à sua obra, buscando a perfeição em cada pincelada, em cada detalhe. Ele não se contenta com o medíocre, mas almeja criar algo que transcenda o comum e toque o coração das pessoas. Da mesma forma, quando nos propomos a servir a Deus, devemos fazê-lo com esse mesmo espírito de excelência, entregando o nosso melhor, não para impressionar os homens, mas para honrar Aquele que nos criou e nos amou primeiro.

Essa atitude não se trata apenas de cumprir uma obrigação religiosa, mas de uma resposta de amor e gratidão Àquele que deu tudo por nós.

Vamos, então, mergulhar nas Escrituras e descobrir os princípios que nos guiarão nessa jornada de servir a Deus com excelência. Que possamos, juntos, aprender o que significa entregar o nosso melhor ao Senhor, não por obrigação, mas por amor, sabendo que, ao fazermos isso, estamos não apenas cumprindo um dever, mas experimentando a alegria de participar da obra dAquele que faz todas as coisas novas.

Parte 1: Trabalhe com Todo o Coração

Referência: Colossenses 3:23: “Façam tudo de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens.”

A exortação de Paulo em Colossenses 3:23 nos convida a uma profunda reflexão sobre a natureza e a motivação de nossas ações diárias. Essa passagem bíblica destaca a importância de realizarmos todas as nossas atividades com total dedicação, como se estivéssemos servindo diretamente a Deus, e não meramente aos homens.

Quero dar alguns exemplos de pessoas que serviram de todo coração:

  • William Carey (1761-1834) – Conhecido como o “pai das missões modernas”, Carey foi um sapateiro inglês que se sentiu chamado por Deus para ir à Índia como missionário. Apesar das imensas dificuldades, trabalhou incansavelmente por mais de 40 anos traduzindo a Bíblia, plantando igrejas e combatendo males sociais como o infanticídio feminino. Seu lema era “Espere grandes coisas de Deus; tente grandes coisas para Deus”
  • Jim Elliot (1927-1956) – Missionário americano no Equador que, junto com 4 companheiros, foi martirizado tentando alcançar a tribo dos aucas com o evangelho. Antes de partir, escreveu em seu diário: “Não é tolo aquele que dá o que não pode manter para ganhar o que não pode perder”. Elliot entregou sua vida de todo coração pela causa de Cristo.

Quando compreendemos que cada tarefa, por mais simples que pareça, pode se tornar um ato de adoração e serviço ao Senhor, somos impulsionados a dar o nosso melhor, independentemente das circunstâncias.

Essa perspectiva é corroborada pelo renomado teólogo John Piper, que afirma: “Deus é mais glorificado em nós quando estamos mais satisfeitos nEle”. Isso sugere que, ao encontrarmos nossa realização e alegria em servir a Deus, não apenas O honramos, mas também descobrimos um sentido mais profundo de satisfação e realização pessoal.

Lembre-se das palavras de Salomão: “Em tudo que fizeres, põe o teu coração” (Eclesiastes 9:10). Quando servimos com o coração, nossa obra se torna mais do que apenas um trabalho; ela se torna uma expressão de amor e gratidão a Deus. Que você possa viver essa verdade, servindo a Deus com todo o seu coração, em tudo o que você faz!

Parte 2: Use Seus Dons para Servir

Referência: 1 Pedro 4:10: “Cada um exerça o dom que recebeu para servir os outros, administrando fielmente a graça de Deus em suas múltiplas formas.”

O apóstolo Pedro, em sua primeira epístola, nos recorda que todos nós, como filhos de Deus, fomos agraciados com dons espirituais. Esses talentos divinos nos foram concedidos não para nosso próprio benefício ou vanglória, mas para servirmos uns aos outros, como fiéis administradores da multiforme graça de Deus.

Essa perspectiva encontra paralelo em outras passagens bíblicas, como em Romanos 12:6-8, onde Paulo afirma que temos dons diferentes de acordo com a graça que nos foi dada, e que devemos usar esses dons para servir, ensinar, exortar, contribuir, liderar e mostrar misericórdia.

Na parábola dos talentos, registrada em Mateus 25:14-30, Jesus nos ensina que Deus espera que sejamos bons administradores dos dons que Ele nos confiou. Assim como os servos que multiplicaram os talentos recebidos foram elogiados e recompensados, também nós seremos abençoados ao utilizarmos nossos dons para a edificação do Reino de Deus.

Imagine um corpo humano em que cada membro desempenhasse sua função específica com excelência. Os olhos enxergando, os ouvidos ouvindo, as mãos trabalhando, os pés caminhando – todos em perfeita harmonia e sinergia. Da mesma forma, quando cada crente identifica seus dons espirituais e os coloca a serviço da igreja e da comunidade, o Corpo de Cristo funciona de maneira saudável e eficaz.

Você pode ter um dom para: a música, para a escrita, para o ensino, para o cuidado com os outros, para a organização, para a comunicação, para o trabalho manual, ou qualquer outra área. Busque maneiras de usar seus dons para abençoar a vida de outras pessoas.

Seja fiel no uso desses dons, sabendo que eles são uma expressão da graça de Deus. E lembre-se: servir aos outros é uma das formas mais importantes de expressar nossa gratidão a Deus pelo que Ele fez por nós. Que você possa usar seus dons para construir um mundo melhor, um mundo mais belo e mais justo, de acordo com a vontade de Deus!

Como afirmou o renomado teólogo John Stott: “Cada um de nós tem algo a oferecer. Podemos facilmente pensar que não temos nada a oferecer, mas não devemos nos subestimar. Todos nós temos um papel a desempenhar, e todos nós podemos fazer a diferença na vida de alguém através do serviço fiel”.

Parte 3: Tenha a Atitude de Cristo

Referência: Filipenses 2:5-7: “Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens.”

Nesta passagem, o apóstolo Paulo nos convida a adotar a mesma postura que Cristo Jesus exemplificou em sua vida terrena. Embora sendo plenamente Deus, Jesus não se apegou a sua posição divina, mas escolheu voluntariamente esvaziar-se de si mesmo, assumindo a forma de servo e tornando-se semelhante a nós, seres humanos.

Essa atitude de Cristo encontra eco em outras passagens bíblicas, como em Mateus 20:28, onde Jesus afirma que “o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”. Seu exemplo supremo de humildade e serviço culmina no ato de lavar os pés dos discípulos, registrado em João 13:1-17, demonstrando de forma tangível o que significa colocar-se na posição de servo.

Assim como um aprendiz busca seguir fielmente os passos e os ensinamentos de seu mestre, nós, como seguidores de Cristo, somos chamados a espelhar seu caráter e suas ações em nosso dia a dia. Isso implica em abraçar a humildade, colocando as necessidades dos outros acima das nossas próprias e buscando servir ao próximo com amor e dedicação.

Um renomado servo do Senhor, em seu livro “A Mensagem de Filipenses”, ressalta que “a mente de Cristo é a mente de humilde serviço. Portanto, se quisermos ser como Cristo, devemos ter a mesma atitude que ele teve: a atitude de um servo”.

Na prática, ter a atitude de Cristo significa estar atento às oportunidades de servir aos outros, seja em nossa família, em nosso trabalho, em nossa igreja ou em nossa comunidade. Significa abrir mão de nossos direitos e privilégios em prol do bem-estar daqueles ao nosso redor. Significa tratar a todos com respeito, compaixão e amor, independentemente de sua posição social ou etnia.

Parte 4: Seja Fiel no Pouco

Referência: Mateus 25:21: “O senhor respondeu: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!'”

A parábola dos talentos, registrada em Mateus 25:14-30, nos ensina uma lição valiosa sobre a importância da fidelidade nas pequenas coisas. Nessa história, Jesus nos mostra que aqueles que são diligentes e fiéis no pouco que lhes é confiado serão recompensados com responsabilidades maiores.

Gosto da afirmação do psicólogo Jordan Peterson, “se você não pode ser confiável nas pequenas coisas, não pode ser confiável nas grandes coisas”.

Essa verdade tem outra referencia em Lucas 16:10, onde Jesus afirma: “Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito; e quem é injusto no pouco, também é injusto no muito”. Esse princípio nos lembra que nossa postura diante das tarefas aparentemente insignificantes revela muito sobre nosso caráter e compromisso com Deus.

Há alguns exemplos inspiradores de missionários que foram fiéis no pouco:

  • Gladys Aylward (1902-1970) – Rejeitada como missionária por sua origem humilde, Gladys pagou sua própria passagem para a China. Lá, ela foi fiel em pequenas tarefas – cuidando de órfãos, compartilhando o evangelho e ajudando os necessitados. Durante a guerra, ela heroicamente guiou mais de 100 órfãos em uma jornada perigosa até um lugar seguro.
  • George Müller (1805-1898) – Começando com pouco, Müller foi fiel em confiar em Deus para todas as necessidades. Através de muita oração, ele estabeleceu orfanatos que cuidaram de milhares de crianças, sempre dependendo da provisão de Deus. Sua fidelidade inspirou muitos a uma fé mais profunda.

Podemos comparar estes exemplos com a situação de um atleta que treina incansavelmente, dia após dia, aperfeiçoando cada detalhe de sua técnica. Embora esses pequenos ajustes possam parecer irrelevantes aos olhos de um observador casual, é justamente essa dedicação às minúcias que faz a diferença entre um atleta mediano e um campeão.

Portanto, o desafio que se apresenta a nós é abraçar cada tarefa, por menor que seja, como uma oportunidade de honrar a Deus e desenvolver nosso caráter. Seja no cuidado com nossos pertences, na pontualidade com nossos compromissos ou na atenção aos detalhes de um projeto, cada ato de fidelidade é um investimento em nosso crescimento espiritual e em nossa capacidade de servir ao Reino de Deus.

Que possamos, como o servo fiel da parábola, ouvir um dia as palavras de aprovação do nosso Senhor: “Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito”. Que nossa fidelidade nas pequenas coisas seja um reflexo de nosso amor e dedicação Àquele que tudo nos confiou.

Conclusão:

Chegamos ao fim dessa jornada de reflexão sobre como servir a Deus com excelência. 

Imagine por um momento o impacto que poderíamos causar em nosso mundo se cada cristão abraçasse esse chamado com paixão e dedicação. Se cada um de nós se comprometesse a trabalhar com todo o coração, a usar fielmente seus dons, a cultivar uma atitude de humildade e serviço, e a ser fiel nas pequenas coisas. 

Portanto, o desafio que deixo com você hoje é este: que lugar a excelência ocupa em sua vida e em seu serviço a Deus? Você está disposto a dar o seu melhor, não para impressionar os outros, mas para honrar Aquele que deu tudo por você? Você está pronto para ser um instrumento de graça e amor em um mundo tão necessitado?

Lembre-se, a jornada rumo à excelência não é sempre fácil. Haverá desafios, obstáculos e até mesmo fracassos ao longo do caminho. Mas é nesses momentos que nosso compromisso é testado e refinado. É nesses momentos que descobrimos a verdadeira alegria e satisfação de servir a um Deus que é digno de nosso melhor.

Então, meu amigo, minha amiga, levante-se hoje com um propósito renovado. Abrace a excelência não como um fardo, mas como um privilégio. Sirva a Deus com todo o seu coração, com todas as suas forças, com todo o seu ser. E observe enquanto Ele transforma sua vida e, através de você, o mundo ao seu redor.

A excelência no serviço a Deus não é opcional. É um chamado para cada um de nós. Vamos atender a esse chamado hoje e todos os dias, sabendo que, ao fazermos isso, estamos não apenas agradando a Deus, mas também cumprindo o propósito para o qual fomos criados. Que a sua vida seja um testemunho vivo da excelência do Deus a quem servimos.

👉Gostou do nosso site? Ajude-nos a mantê-lo e melhorá-lo ainda mais!

👉Abençoe-nos com uma oferta via PIX: CPF 02385701421

👉Seja um parceiro desta obra e ajude a espalhar o conhecimento e a palavra de Deus. 

“Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.” Lucas 6:38

SOBRE O AUTOR:
Josias Moura de Menezes

É formado em Teologia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. É especialista em Marketing Digital, Produção Audiovisual para Web, Tecnologias de Aprendizagem a Distância, Inteligência Artificial, Jornalismo Digital e possui Mestrado em Teologia. Atua ministrando cursos de capacitação profissional e treinamentos online em diversas áreas. Para mais informações sobre o autor <clique aqui>.

Compartilhe esta mensagem

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
Email

FAÇA NOSSOS CURSOS DE CAPACITAÇÃO A DISTÂNCIA GRATUITOS

Livre

Capacitação em Gestão do Tempo, Planejamento Pessoal e Produtividade – Gratuito

ADQUIRA NOSSAS BIBLIOTECAS DIGITAIS

Show Comments (0)

Deixe uma resposta