Assine nosso site

Receba nossas publicações em seu email.

Junte-se a 8.542 outros assinantes

Sermão: O poder transformador do amor na Igreja do Senhor

QUER RECEBER ARTIGOS INFORMATIVOS, ESTUDOS BÍBLICOS, REFLEXÕES, SERMÕES E CURSOS GRATUITOS TODA SEMANA EM SEU WHATSAP?

Entre no grupo do Professor Josias Moura agora e receba todos estes recursos gratuitamente.

O poder transformador do amor na Igreja do Senhor

Romanos 12.8-14.

8 — ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria.

9 — O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem.

10 — Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.

11 — Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor;

12 — alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;

13 — comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade;

14 — abençoai aos que vos perseguem; abençoai e não amaldiçoeis.

Introdução

Temos estudado na Escola Bíblica sobre a importância de termos uma vida cristã frutífera. O cristão precisa ter uma vida assim, e o amor, como fruto do Espírito, expressa essa vida cheia de frutos. Sem o amor é impossível um crente, ser manso, paciente, longânimo, etc…, ou seja, todos os outros frutos dependem do amor.

Uma das características que devem ser mais marcantes em nós e na igreja, é o amor. Deus é amor e quem não ama, não conhece a Deus. Quem ama a Deus, ama também o seu próximo, cumprindo a lei divina.

A maior marca de uma igreja não deve ser sua teologia, seu templo, suas tradições, seus eventos, suas festas, mas sim o seu amor para com o Senhor Jesus e para com o próximo.

Sabiamente o apostolo Paulo declara em I coríntios 13:1-3:1Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. 2E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. 3E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.”

O amor é singular

Amor, é um aspecto do fruto do espírito. O amor é o primeiro aspecto do fruto que encontramos na relação de Gálatas 5.22.

Podemos afirmar que tal sentimento é o solo ou a base, onde os demais aspectos do fruto devem ser cultivados. Paulo relata a suprema excelência do amor em 1 Coríntios 13. A língua grega possui três vocábulos para denominar o amor: ágape, amor divino; philéo, amor entre amigos e eros, amor entre cônjuges.

O amor de Deus é expresso no grego pela palavra ágape. Tal vocábulo significa “amor abnegado e profundo”. Um dos atributos do nosso Deus é o amor (1Jo 4.8).

Seu amor por nós é ímpar. Não podemos nos esquecer que hoje amamos ao Pai e ao próximo porque o amor divino nos alcançou primeiro: “Nós o amamos porque ele nos amou primeiro” (1Jo 4.19). O que fizemos para merecer tal amor? Nós não fizemos nada. O mérito de tal sentimento não é nosso. Mas Ele nos amou quando éramos ingratos e maus e nos deu o seu Filho Unigênito para morrer em nosso lugar (Jo 3.16).

O amor ágape é derramado em nós, quando recebemos, pela fé, o Senhor Jesus, nos tornamos uma nova criatura (Jo 3.3). E, assim, foi-nos enxertado o amor que é a essência do Pai. Se somos discípulos de Cristo, amamos ao Pai e ao próximo. O amor de Deus em nós nos proporciona: paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão e temperança (Gl 5.22). Quem tem o amor de Deus considera o próximo e está sempre disposto a servir a todos, assim como o nosso Mestre (Mc 10.45).

O amor se revela em 03 dimensões

O amor divino possui três dimensões:

(1) A dimensão vertical (aponte para a linha vertical). Diga que é o amor em direção a Deus.

(2) Dimensão horizontal (aponte para a linha horizontal). Fale que é amor em direção ao nosso semelhante.

(3) Dimensão interior (mostre o ponto). É o amor em direção a nós mesmos. Diga que se conseguirmos cumprir essas três dimensões, cumprimos toda a lei.

Gostaria de aprofundar um pouco sobre essas 03 dimensões do amor de Deus:

1. O amor a Deus. O amor de Deus por nós é altruísta, abnegado e ímpar. E a única coisa que Ele nos pede é que também venhamos a amá-lo com todo o nosso coração: […] “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração […]” (Mt 22.37).

Como podemos expressar nosso amor a Deus? De diferentes formas: sendo fiéis em nossos dízimos e ofertas, louvores, orações, lendo a Bíblia, etc. Mas a melhor maneira de expressar nosso amor a Deus é abandonar o pecado e procurar ter uma vida santa. Quem ama a Deus não tem prazer na prática do pecado. Quem se encanta com o pecado não ama ao Senhor e nunca o conheceu. Por isso, Jesus afirmou que muitos dirão naquele Dia: “Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demônios?” (Mt 7.22). A resposta do Senhor para estes é apenas uma: […] “Nunca vós conheci […]” (Mt 7.23).

2. O amor a si mesmo. Amar a si mesmo pode parecer narcisismo, mas não é. Pois se você não se amar e aceitar-se, como poderá amar a Deus? Amar a si mesmo é acima de tudo um mandamento divino: “[…] Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mt 24.9). Certamente não gostamos das nossas falhas e imperfeições. Não somos perfeitos, mas precisamos colocar diante do Senhor tudo o que somos para que Ele venha nos transformar.

3. O amor ao próximo. Para amar o próximo com o amor ágape é preciso amar a Deus primeiramente. O apóstolo João diz que Deus é amor, quem não ama, jamais o conheceu (1Jo 4.7,8,12,20).

Certa vez, um fariseu perguntou a Jesus qual era o grande mandamento da Lei. Então, o Mestre ensinou que amar ao Senhor de todo o coração e ao próximo é um resumo de todos os mandamentos (Mt 22.37-40). É importante ressaltar que amor não é somente sentimento, mas ação. Não basta amar somente de palavras.

O amor como fruto do Espírito faz com que eu queira para os outros aquilo que desejo para mim. Faz com que eu tenha prazer em doar meu tempo, meus dons e talentos para o bem do meu próximo.

O amor deve reger o relacionamento com os nossos irmãos e tudo que fazemos pelo corpo de Cristo

O amor é o sistema circulatório do corpo espiritual, permitindo que todos os membros funcionem de maneira saudável e harmoniosa. Ele é transformador, em tudo que a igreja realiza.

O saudoso Dr. John Stott diz que a receita do amor tem doze ingredientes:

a. Sinceridade. “O amor seja sem hipocrisia” (12.9a). A palavra grega anypokritos, “sem hipocrisia”, é muito interessante. Hypokrites era o ator que participava de um drama. No entanto, a igreja não pode transformar-se num palco. Afinal, o amor não é teatro; ele faz parte da vida real.

b. Discernimento. “Detestai o mal, apegando-vos ao bem” (12.9b). O cristão deve amar e odiar com a mesma intensidade. Deve apegar-se ao bem e abominar o mal com todas as forças da sua alma. Precisa sentir aversão e repugnância pelo mal. Não pode ser uma pessoa amorfa, insípida, que fica sempre em cima do muro, sem se posicionar.

c. Afeição. “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal” (12.10a). Paulo usa neste versículo duas palavras gregas distintas para amor: philadelpiria e philostorgos. A primeira (philadelpiria) descreve o amor fraternal, ou seja, amor de irmãos e irmãs uns pelos outros. A segunda (philostorgos) descreve a afeição natural que sentimos pelos nossos familiares, tipicamente o amor dos pais pelos filhos. Ambas as palavras eram aplicadas a relações de sangue dentro da família humana.Devemos amar nossos irmãos em Cristo como amamos os membros da nossa família de sangue.

d. Honra. “[…] preferindo-vos em honra uns aos outros” (12.10b). O amor na família cristã deve expressar-se em honra mútua, assim como em afeição mútua.

e. Entusiasmo. “No zelo, não sejais remissos; sede fervorosos de espírito, servindo ao Senhor” (12.11). A apatia não combina com a vida cristã. O crente precisa ser um indivíduo em chamas para Deus. Precisa arder de zelo pelas coisas de Deus. E alguém que serve a Deus com fervor. Aqueles que são mornos provocam náuseas em Jesus e, à semelhança da igreja de Laodiceia, estão prestes a ser vomitados pelo Senhor.

f. Paciência. “Regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes” (12.12). O crente cruza os vales da vida com os olhos cravados na esperança da gloriosa volta de Cristo. Ele se alimenta de uma viva esperança, enquanto pacientemente enfrenta as tribulações com uma vida de oração perseverante. William Hendriksen diz que a esperança da salvação futura (5.2,4,5; 8.24,25; 15.4,13) estimula a alegria presente.1024

g. Generosidade. “Compartilhai as necessidades dos santos” (12.13a). O verbo grego koinoneo, “compartilhar”, pode significar tanto participar das necessidades e dos sofrimentos dos outros, como repartir os nossos recursos com eles.

h. Hospitalidade. “[…] praticai a hospitalidade” (12.13b). Se com os necessitados precisamos ser generosos, com os visitantes devemos ser hospitaleiros. E preciso haver um equilíbrio entre philadelphia (amor pelos irmãos e irmãs) e philoxenia (amor pelos estranhos).

i. Boa vontade. “Abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis” (12.14). O cristão deve desejar o bem até mesmo para aqueles que lhe desejam o mal.

j. Simpatia. “Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram” (12.15). O amor nunca se mantém longe das alegrias e das dores dos outros. Assim como o gozo dividido é dobrado, também a tristeza dividida é reduzida à metade. Citando Crisóstomo, Geoffrey Wilson alerta para o fato de que é mais fácil chorar com os que choram que se alegrar com os que se alegram; porque a própria natureza estimula o primeiro, mas a inveja bloqueia o segundo.1027

k. Harmonia. “Tende o mesmo sentimento uns para com os outros” (12.16a). Os cristãos devem viver em concordância uns com os outros. Devem ser unânimes entre si, nutrir os mais nobres sentimentos e praticar as mais excelentes atitudes entre si.

l. Humildade. “[…] em lugar de serdes orgulhosos, condescendei com o que é humilde; não sejais sábios aos vossos próprios olhos” (12.16b). Entre os cristãos não há espaço para o esnobismo. O amor coloca o outro na frente do eu.

Conclusão

Certa vez um jovem encontrou um texto com o tema: Uma carta de Deus para seus filhos.

“A CARTA DE AMOR DE DEUS PRA VOCÊ”

Meu filho…

-Você pode não me conhecer, mas Eu sei tudo sobre você. Salmo 139:1

-Eu sei quando você se senta e quando se levanta. Salmo 139:2

-Eu conheço bem todos os seus caminhos. Salmo 139:3

-E até os cabelos da sua cabeça são todos contados. Mateus 10:29-31

-Pois você foi feito a minha imagem. Gênesis 1:27

-Em mim você vive, se move e tem existido. Atos 17:28

-Pois você é a minha descendência. Atos 17:28

-Eu te conheci mesmo antes que você existisse. Jeremias 1:4-5

-E escolhi você quando planejava a criação. Efésios 1:11-12

-Você não foi um erro, pois todos os seus dias estão escritos no meu livro. Salmo 139:15-16

-Eu determinei o momento exato do seu nascimento e onde você viveria. Atos 17:26

-Você foi feito de forma admirável e maravilhosa. Salmo 139:14

-Eu formei você no ventre da sua mãe. Salmo 139:13

-E tirei você do ventre de sua mãe no dia do seu nascimento. Salmo 71:6

-Eu tenho sido mal representado por aqueles que não me conhecem. João 8:41-44

-Eu não estou distante e zangado, pois sou a expressão completa do amor. 1 João 4:16

-E o meu desejo é derramar meu amor sobre você. 1 João 3:1

-Simplesmente porque você é meu filho e Eu sou seu Pai. 1 João 3:1

-Eu ofereço a você mais do que o seu pai terrestre jamais poderia oferecer. Mateus 7:11

-Porque sou o Pai perfeito. Mateus 5:48

-Cada bom presente que você recebe vem da minha mão. Tiago 1:17

-Pois Eu sou o seu provedor e supro todas as suas necessidades. Mateus 6:31-33

-Meu plano para o seu futuro tem sido sempre cheio de esperança. Jeremias 29:11

-Porque Eu te amo com um amor eterno. Jeremias 31:3

-Meus pensamentos sobre você são incontáveis como a areia na praia. Salmo 139:17-18

-E Eu me regozijo sobre você com cânticos. Sofonias 3:17

-Eu nunca vou parar de fazer o bem para você. Jeremias 32:40

-Porque você é meu tesouro mais precioso. Êxodo 19:5

-Eu desejo te estabelecer com todo meu coração e toda minha alma. Jeremias 32:41

-E quero te mostrar coisas grandes e maravilhosas. Jeremias 33:3

-Se você me buscar de todo o coração, você me encontrará. Deuteronômios 4:29

-Se deleite em mim e Eu darei a você os desejos do seu coração. Salmo 37:4

-Pois fui Eu quem colocou esses desejos em você. Filipenses 2:13

-Eu sou capaz de fazer mais por você do que podes imaginar. Efésios 3:20

-Pois Eu sou o seu maior encorajador. 2 Tessalonicenses 2:16-17

-Eu sou também o Pai que conforta você em todas as suas dificuldades. 2 Coríntios 1:3-4

-Quando seu coração está quebrantado, Eu estou perto de você. Salmo 34:18

-Como um pastor carrega um cordeiro, Eu carrego você perto do meu coração. Isaías 40:11

-Um dia Eu enxugarei todas as lágrimas dos seus olhos. Apocalipse 21:3-4

-E afastarei de você toda a dor que tenha sofrido nesta terra. Apocalipse 21:3-4

-Eu sou o seu Pai, e Eu amo você assim como amo ao meu filho, Jesus. João 17:23

-Pois em Jesus, meu amor por você é revelado. João 17:26

-Ele é a representação exata do que sou. Hebreus 1:3

-Ele veio para demonstrar que eu estou contigo, e não contra ti. Romanos 8:31

-E também para dizer a você que Eu não estou contando os seus pecados. 2 Coríntios 5:18-19

-Jesus morreu para que você e eu pudéssemos ser reconciliados. 2 Coríntios 5:18-19

-Sua morte foi a expressão suprema de meu amor por você. 1 João 4:10

-Eu desisti de tudo que amava para que pudesse ganhar o seu amor. Romanos 8:31-32

-Se você receber o presente do meu filho Jesus, você recebe a mim. 1 João 2:23

-E nada poderá separar você do meu amor outra vez. Romanos 8:38-39

-Venha para casa e Eu vou fazer a maior festa que o céu já viu. Lucas 15:7

-Eu sempre fui um Pai, e sempre serei Pai. Efésios 3:14-15

-A minha pergunta é…   Você quer ser meu filho? João 1:12-13

-Eu estou esperando por você. Lucas 15:11-32 …

Com amor, seu Pai.

Onipotente Deus

Todas frases e palavras desta carta, são na verdade versículos da Bíblia que foram colocados numa ordem diferente e linguagem atuais. O que vemos aqui, em todos estes versos é que Deus ama de uma maneira tamanhamente grandiosa.

Que Deus nos abençoe e nos ajude a amarmos uns aos outros.

Josias Moura de Menezes

É formado em Teologia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. É especialista em Marketing Digital, Produção Audiovisual para Web, Tecnologias de Aprendizagem a Distância, Inteligência Artificial, Jornalismo Digital e possui Mestrado em Teologia. Atua ministrando cursos de capacitação profissional e treinamentos online em diversas áreas. Para mais informações sobre o autor <clique aqui>.

Compartilhe esta mensagem

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
Email

FAÇA NOSSOS CURSOS DE CAPACITAÇÃO A DISTÂNCIA GRATUITOS

Livre

Capacitação em Gestão do Tempo, Planejamento Pessoal e Produtividade – Gratuito

Livre

Capacitação em Como preparar e transmitir mensagens bíblicas – Gratuito

Livre

Capacitação em Bibliologia – Como a Bíblia chegou até nós – Gratuito

ADQUIRA NOSSAS BIBLIOTECAS DIGITAIS

Show Comments (0)

Deixe uma resposta