Assine nosso site

Receba nossas publicações em seu email.

Junte-se a 8.543 outros assinantes

Sermão: Privilégios que temos em Cristo

QUER RECEBER ARTIGOS INFORMATIVOS, ESTUDOS BÍBLICOS, REFLEXÕES, SERMÕES E CURSOS GRATUITOS TODA SEMANA EM SEU WHATSAP?

Entre no grupo do Professor Josias Moura agora e receba todos estes recursos gratuitamente.

Texto Bíblico Base: Hebreus 3:1-6 (NTLH)

1 Portanto, irmãos santos que participam do chamado celestial, considerem atentamente a Jesus, que declaramos ser Apóstolo e Sumo Sacerdote. 2 Pois ele foi fiel àquele que o designou, assim como Moisés serviu fielmente quando lhe foi confiada toda  a casa de Deus.

3 Jesus, no entanto, é digno de muito mais honra que Moisés, assim como a pessoa que constrói uma casa merece mais elogios que a casa em si. 4 Pois toda casa tem um construtor, mas Deus é o construtor de todas as coisas.

5 Por certo, Moisés foi fiel como servo na casa de Deus, e seu trabalho ilustrou verdades que seriam mais tarde reveladas. 6 Mas Cristo, como Filho, é responsável por toda a casa de Deus; e nós somos a casa de Deus, se nos mantivermos corajosos e firmes em nossa esperança gloriosa.

Introdução:

Você sabia que, segundo uma pesquisa recente, apenas 20% dos cristãos conhecem e desfrutam plenamente dos privilégios que têm em Cristo? Isso significa que 80% dos filhos de Deus estão perdendo a oportunidade de experimentar uma vida extraordinária e transformadora!

Imagine um príncipe que vive como mendigo porque desconhece sua verdadeira identidade e os recursos que tem à disposição. Trágico, não é mesmo? Pois é exatamente isso que acontece quando ignoramos ou negligenciamos os privilégios incríveis que recebemos ao nos tornarmos parte da família de Deus.

Como diz o salmista: “Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios” (Salmo 103:2). Então, vamos lá! Abra sua Bíblia em Hebreus 3 e se prepare para se encher de gratidão e alegria ao contemplar as verdades preciosas que o Senhor tem para nós hoje. Você está pronto para essa jornada transformadora? Vamos nessa!

Nesta reflexão, vamos abrir a Palavra de Deus em Hebreus 3:1-6 e descobrir 3 privilégios maravilhosos que nos pertencem em Cristo. Prepare-se para ter sua perspectiva renovada, seu coração aquecido e sua fé fortalecida!

1) Chamado Celestial – Participantes de um Propósito Divino (v.1) 

1 Portanto, irmãos santos que participam do chamado celestial, considerem atentamente a Jesus, que declaramos ser Apóstolo e Sumo Sacerdote. 

Hebreus 3:1 nos apresenta um privilégio extraordinário: somos participantes de um chamado celestial! Esse chamado transcende as fronteiras terrenas e nos convida a fazer parte do propósito eterno e glorioso de Deus. É como se o próprio Criador do universo estivesse nos enviando um convite especial para nos juntarmos a Ele em Sua missão cósmica.

Esse conceito de chamado celestial ecoa em outras passagens das Escrituras. Em Efésios 1:18, Paulo ora para que os olhos do nosso coração sejam iluminados, a fim de compreendermos a esperança do chamamento de Deus. Em Filipenses 3:14, ele fala sobre prosseguir para o alvo, para o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus. Essas passagens reforçam a ideia de que nosso chamado tem uma dimensão celestial, eterna e transcendente.

Podemos comparar esse chamado celestial a um grande projeto arquitetônico. Assim como um arquiteto convida uma equipe especializada para participar da construção de uma obra grandiosa, Deus nos chama para sermos colaboradores em Seu plano redentor. Cada um de nós tem um papel único e valioso nesse projeto divino.

O teólogo John Stott ressalta que esse chamado celestial nos dá um novo propósito e significado para a vida. Ele afirma: “Nosso chamado não é apenas para a salvação, mas para o serviço. Não é apenas para o privilégio, mas para a responsabilidade. Não é apenas para o desfrute, mas para o dever”. Esse chamado nos desafia a viver de maneira digna, buscando alinhar nossos propósitos com os propósitos de Deus.

Mas o que significa na prática, viver à luz desse chamado celestial? Significa enxergar nossa vida e nossas escolhas sob a perspectiva da eternidade. Significa perguntar constantemente: “Como posso honrar a Deus e contribuir para Seu Reino através das minhas ações, palavras e decisões?”. Significa buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e a Sua justiça, confiando que todas as outras coisas nos serão acrescentadas (Mateus 6:33).

Portanto, que possamos abraçar com gratidão e entusiasmo esse chamado celestial! Que possamos viver cada dia com a consciência de que somos participantes de um propósito divino que ultrapassa os limites do tempo e do espaço. E que possamos, através das nossas vidas, refletir a glória dAquele que nos chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz (1 Pedro 2:9).

2) Temos Acesso Direto a Jesus: Nosso apóstolo e Sumo Sacerdote (v.1-2)

1 Portanto, irmãos santos que participam do chamado celestial, considerem atentamente a Jesus, que declaramos ser Apóstolo e Sumo Sacerdote. 2 Pois ele foi fiel àquele que o designou, assim como Moisés serviu fielmente quando lhe foi confiada toda  a casa de Deus
Hebreus 3:1-2 nos revela um privilégio extraordinário: temos acesso direto a Deus através de Jesus! Ele é nosso Apóstolo e Sumo Sacerdote fiel, que nos representa diante do Pai celestial. Graças a Jesus, o véu que separava o homem de Deus foi rasgado, e agora podemos nos aproximar do trono da graça com confiança e ousadia.

Esse conceito de acesso direto a Deus por meio de Cristo é reforçado em outras passagens das Escrituras. Em 1 Timóteo 2:5, lemos que há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem. Ele é a ponte que nos conecta ao Pai, o caminho que nos leva à presença divina (João 14:6). Não precisamos mais de intermediários humanos, pois temos o próprio Filho de Deus intercedendo por nós.

Podemos comparar esse acesso direto a Deus com uma linha telefônica exclusiva. Imagine que você tem um número de telefone especial que o conecta diretamente com o presidente da empresa, sem precisar passar por secretárias ou atendentes. É como se tivéssemos um “telefone vermelho” que nos liga diretamente a Deus, graças à obra de Jesus. Podemos ligar a qualquer momento, de qualquer lugar, e ter a certeza de que seremos atendidos com amor e compaixão.

O renomado teólogo e pastor batista John Piper enfatiza a centralidade desse acesso direto a Deus: “O maior privilégio concedido a nós em Cristo é a comunhão com o próprio Deus. Conhecê-lo face a face, desfrutar de Sua presença, ser transformado à Sua imagem – esse é o âmago do cristianismo. Quando entendemos a magnitude desse privilégio, nossa visão de mundo é radicalmente reorientada. Não precisamos mais nos contentar com uma espiritualidade distante e impessoal, mas podemos nos aproximar de Deus com ousadia e confiança, cultivando uma relação profunda e transformadora com Ele”.

Na prática, ter acesso direto a Deus significa que podemos nos achegar a Ele em oração a qualquer momento e em qualquer circunstância. Não precisamos esperar por um momento especial ou um lugar sagrado. Podemos derramar nosso coração diante dEle, compartilhar nossas alegrias e tristezas, pedir sabedoria e direção. E podemos fazer isso com a confiança de que Deus nos ouve e se importa conosco, pois Jesus, nosso Sumo Sacerdote, está sempre intercedendo por nós (Hebreus 7:25).

Portanto, que possamos valorizar e aproveitar ao máximo esse privilégio incrível que temos em Cristo! Que possamos nos aproximar de Deus com um coração sincero e uma fé inabalável, sabendo que temos livre acesso à Sua presença através de Jesus, nosso Apóstolo e Sumo Sacerdote fiel. E que possamos encorajar outros a fazer o mesmo, compartilhando as boas novas desse acesso direto ao Pai celestial.

3) Glória Superior, pois Pertencemos à casa de Deus (v.3-6)

3 Jesus, no entanto, é digno de muito mais honra que Moisés, assim como a pessoa que constrói uma casa merece mais elogios que a casa em si. 4 Pois toda casa tem um construtor, mas Deus é o construtor de todas as coisas.

5 Por certo, Moisés foi fiel como servo na casa de Deus, e seu trabalho ilustrou verdades que seriam mais tarde reveladas. 6 Mas Cristo, como Filho, é responsável por toda a casa de Deus; e nós somos a casa de Deus, se nos mantivermos corajosos e firmes em nossa esperança gloriosa.

Hebreus 3:3-6 nos revela um privilégio magnífico: pertencemos à casa de Deus! Cristo, como Filho, é digno de maior glória do que Moisés, pois Ele é o edificador e dono da casa. 

E nós, como crentes, somos essa casa, não como meros servos, mas como filhos amados. Que posição extraordinária nos é concedida na família divina!

Esse conceito de sermos a casa de Deus encontra eco em outras passagens das Escrituras. Em 1 Pedro 2:5, somos descritos como pedras vivas que, unidas, formam uma casa espiritual. Efésios 2:19-22 afirma que não somos mais estrangeiros, mas membros da família de Deus, sendo edificados como um santuário santo no Senhor. Que privilégio incrível: sermos a habitação de Deus por meio do Espírito!

Podemos comparar esse pertencimento à casa de Deus com a adoção de uma criança. Assim como uma criança órfã é acolhida por uma família amorosa, recebendo um novo nome, uma nova identidade e todos os direitos de um filho, nós também fomos adotados por Deus. Antes, éramos órfãos espirituais, sem lar e sem esperança. Mas, em Cristo, recebemos o espírito de adoção, pelo qual clamamos: “Aba, Pai!” (Romanos 8:15). Agora, desfrutamos de todos os privilégios e bênçãos de sermos filhos de Deus.

O teólogo reformado João Calvino ressalta a glória dessa adoção: “Não há nada mais notável do que sermos contados entre os filhos de Deus; pois, assim, Ele nos abre o céu, para que entremos na herança eterna… Portanto, aprendamos a apreciar este privilégio inestimável que Deus nos concedeu em Seu único Filho”. Pertencer à casa de Deus não é uma questão de mérito próprio, mas da graça maravilhosa de Deus, que nos adota como Seus filhos amados.

Na prática, viver como membros da casa de Deus significa cultivar um senso de pertencimento e responsabilidade. Não somos indivíduos isolados, mas parte de uma família, com o privilégio de desfrutar da comunhão com Deus e uns com os outros. Também temos a responsabilidade de viver de maneira digna da nossa vocação, refletindo o caráter do nosso Pai celestial. Que possamos abraçar nossa identidade como filhos de Deus, desfrutando da segurança, do amor e da alegria de pertencer à Sua casa!

Conclusão:

Que jornada incrível fizemos ao explorar os privilégios extraordinários que temos em Cristo! Descobrimos que somos participantes de um chamado celestial, temos acesso direto ao Pai através de Jesus, nosso Apóstolo e Sumo Sacerdote fiel, e pertencemos à gloriosa casa de Deus como filhos amados.

Agora, o desafio está diante de nós: viver de maneira digna dessa vocação sublime. Não podemos nos contentar com uma vida medíocre e sem propósito, quando o próprio Deus nos convida para fazer parte de Seu plano eterno e glorioso. Não podemos negligenciar o acesso direto que temos ao trono da graça, deixando de desfrutar da intimidade com o Pai. Não podemos viver como órfãos espirituais, quando fomos adotados como filhos de Deus e membros da Sua família.

Portanto, eu desafio você a abraçar esses privilégios com todo o seu coração. Que a realidade do seu chamado celestial impacte cada área da sua vida, desde as decisões mais importantes até os detalhes mais simples do seu dia a dia. Que você se aproprie, pela fé, da sua posição como filho amado de Deus e viva a partir dessa identidade. Que você se achegue ao trono da graça com ousadia e confiança, desfrutando da comunhão com o Pai.

Não se contente com menos do que Deus tem para você. Não permita que as distrações deste mundo roubem o seu foco e o seu prazer nos privilégios que você tem em Cristo. Viva de maneira digna da sua vocação. Persevere na fé com alegria e gratidão, sabendo que uma herança incorruptível o aguarda.

Que o seu coração transborde de gratidão e louvor ao contemplar quem você é e o que você tem em Cristo. E que essa gratidão o impulsione a viver uma vida que honre e glorifique Aquele que o chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz. Você é privilegiado em Cristo. Viva à altura desses privilégios!

Josias Moura de Menezes

É formado em Teologia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. É especialista em Marketing Digital, Produção Audiovisual para Web, Tecnologias de Aprendizagem a Distância, Inteligência Artificial, Jornalismo Digital e possui Mestrado em Teologia. Atua ministrando cursos de capacitação profissional e treinamentos online em diversas áreas. Para mais informações sobre o autor <clique aqui>.

Compartilhe esta mensagem

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
Email

FAÇA NOSSOS CURSOS DE CAPACITAÇÃO A DISTÂNCIA GRATUITOS

Livre

Capacitação em Gestão do Tempo, Planejamento Pessoal e Produtividade – Gratuito

Livre

Capacitação em Como preparar e transmitir mensagens bíblicas – Gratuito

Livre

Capacitação em Bibliologia – Como a Bíblia chegou até nós – Gratuito

ADQUIRA NOSSAS BIBLIOTECAS DIGITAIS

Show Comments (0)

Deixe uma resposta